Os 10 melhores filmes de 2015

Os 10 melhores filmes de 2015

Fim de ano chegou, está na hora da lista dos melhores de 2015. O ano foi mais diverso que a previsão inicial, com ótimos filmes em vários gêneros. Um dos destaques foram as continuações: “Mad Max” e “Star Wars”, talvez, fizeram os melhores de cada franquia. E não tem jeito, 2015 foi mesmo das ficções científicas. Desde as mais badaladas até as mais discretas, nos forneceram novas ideias e perspectivas, até sobre o mesmo tema, como “Chappie” e “Ex-machina”. Alguns chegaram tarde (Bidman, Whiplash e Frank) e já receberam seus prêmios em 2014. E pra completar, as gratas surpresas, como “Que horas ela volta?” e “Divertida Mente”, dois filmes delicados e apaixonantes.

Aos que voam só em pensar

Aos que voam só em pensar

Aos sequestrados. Aos frustrados. Aos que estão presos injustamente. Aos que estão sendo torturados, enquanto fatiamos o panettone à mesa. Aos que choram, mas a mãe não escuta. Às prostitutas, sejam elas de vida fácil ou difícil. Aos que planejam saltar de um edifício na virada do ano. Aos falidos. Aos que quebraram a cara. Aos que quebraram uma empresa porque ousaram voar. Aos cadeirantes. Aos amantes que foram pegos em flagrante.

55 motivos para se arrepender de 2015

55 motivos para se arrepender de 2015

2015 está sendo um ano particularmente penoso. A política ruim interferindo na economia e a economia atrapalhada interferindo na política. E tudo isso interferindo na vida da gente de forma esmagadora. Muitas dessas coisas estão em nosso foco de preocupação, mas fora de nossa área de atuação. Se pudéssemos ter feito alguma coisa teria sido muito pouco. Mesmo assim sobra uma porção coisas para se arrepender. Para facilitar suas escolhas de arrependido, aí vai uma lista de possíveis arrependimentos e começar um ano novo mais leve.

Os 55 melhores tweets de 2015

Os 55 melhores tweets de 2015

Imagine o seguinte cenário: de todas as redes, você teria que escolher apenas uma, porque todas as outras seriam deletadas para sempre. Qual você escolheria? De pronto já sabemos que a resposta majoritária seria o Twitter. Por que tanta certeza? Simples: porque a rede de 140 caracteres é, de longe, a melhor rede social. De política aos últimos acontecimentos de qualquer programa de televisão, os comentadores do Twitter não deixam escapar nenhum detalhe. Nada passa batido. São milhões de publicações diárias, muitas irrelevantes, outras monumentais. E foram 55 pérolas desse ano que a Revista Bula selecionou.

Meu nome é Ana. Eu tenho 33 anos, sou mãe de 2 filhos e sofro de ociofobia

Meu nome é Ana. Eu tenho 33 anos, sou mãe de 2 filhos e sofro de ociofobia

Tem pessoas com fobia de insetos, de gente, de altura, do escuro, de lugares fechados. Eu tenho fobia do ócio, de não fazer nada, de sentir o tempo passando e não estar fazendo nada com ele. Acordo com uma ampulheta imaginária ao meu lado, contando os meus segundos de vida. Pior que isso. É como se eu tivesse que prestar conta à um fiscal sobre tudo que eu fiz. Mais tenebroso ainda. É como se eu tivesse que dar satisfação das coisas que deixei de fazer, aprender, viver.