Crônicas

Obesidade é doença. Não é preconceito lutar contra

Obesidade é doença. Não é preconceito lutar contra

Concordo que precisamos combater a gordofobia, essa repulsa é preconceituosa, vergonhosa e abjeta. Mas essa luta precisa ir além: não podemos negligenciar o excesso de peso. Não é uma questão de estética, é a saúde do indivíduo que está em jogo: a obesidade aumenta a incidência de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

Bohemian Rhapsody: Freddie Mercury merecia mais

Bohemian Rhapsody: Freddie Mercury merecia mais

Eu ansiava por uma cinebiografia arrebatadora e retumbante, como são os excelentes “Ray” (do diretor Taylor Hackford, que retrata a vida do incensado Ray Charles) e “The Doors” (do diretor Oliver Stone, que conta a trajetória do genial Jim Morrison e seus comparsas musicais). Receio que eu tenha ido com demasiada sede ao pote. Sinto que faltou profundidade ao filme, como deve estar faltando também a esta minha crônica.

Mulheres, estudem! É libertador não depender de um homem

Mulheres, estudem! É libertador não depender de um homem

Eu trabalhava no serviço público de saúde. Ela tinha 18 anos e veio à consulta endocrinológica porque não conseguia engravidar. Não foi preciso muita anamnese para descobrir a causa da sua infertilidade, pois facilmente fiz o diagnóstico. Entretanto, o que deveria ser uma consulta rotineira pareceu-me um enorme desafio: eu precisava entender por que aquela menina já queira ter um filho.

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Nestes tempos de excesso de celebridades e de escassez de artistas, Carlos Drummond de Andrade é um vulto consistente que pontua com seu facho de luz o horizonte poético da língua portuguesa. As comemorações do Dia D de Drummond são sem sombras de dúvida um marco que ajuda a fixar a imagem do poeta e a disseminar sua obra no presente e na perspectiva das gerações futuras. “E como ficou chato ser moderno. Agora serei eterno. Eterno é tudo aquilo que vive uma fração de segundo. Mas com tamanha intensidade que se petrifica.”

Para morrer dormindo, desde que não se interrompa o sonho

Para morrer dormindo, desde que não se interrompa o sonho

Era articulista do jornal Notícias Impopulares. Escrevia uma coluna diária com receitas de bem viver. Ele frequentava o restaurante da minha família, esporadicamente. Certo dia, eu o reconheci, me aproximei e me apresentei. Ele disse que sabia, sim, com certeza, dos meus dois livros. Duvido muito. Deve ter dito aquilo para me agradar.