Crônicas

Quando nosso cão morre, morre um pouco de nós

Quando nosso cão morre, morre um pouco de nós

Eu chorava, mas não era um choro qualquer. Era um pranto com suspiros e soluços, de um jeito tão primitivo que tive vergonha de mim mesma; mas ele não se importou. A uma distância de meio metro de mim, ele me observava com seus olhos amendoados e aflitos. Sem me julgar, esperava com a cabeça levemente pendida para o lado.

A melhor coisa que pode acontecer ao mundo: gente

A melhor coisa que pode acontecer ao mundo: gente

Por ora, os encontros musicais estão adiados. Coisas da nova ordem. Coisas da pandemia. A onda, agora, são as “lives” musicais nos canais da internet, iniciativas para que os profissionais da música se mantenham minimamente ativos e possam garantir o justo e necessário provimento financeiro, além, é claro, de levar entretenimento e alento aos corações aprisionados em casa.

Elogio da loucura e da burrice

Elogio da loucura e da burrice

Pelo menos uma vez na vida, sê patriota. É dessa droga de amor à pátria que eu estou falando. A nação anda viciada em mau gosto, o que não deixa de ter valor histórico, pois, ficará registrado nos livros, se é que alguém ainda se interessará em literatura. Aliás, doa os livros dos teus pais para abastecer as fogueiras santas.

O novo normal é apenas um plágio

O novo normal é apenas um plágio

Estou queimando por dentro. Temporada aberta para os planos inexequíveis. Tornar-me um vegano. Montar uma banda. Saltar sem paraquedas. Vacinar bundões. Acasalar com uma soviética. Curar a minha loucura famélica por meio da medicina baseada em evidências. É evidente que ando triste. Estou queimando por dentro, como uma tocha andante do Movimento Black Lives Matter.

Patacoadas no Reino da Bazófia

Patacoadas no Reino da Bazófia

O rei da Bazófia é um homem naturalmente bom. Alguns lhe imputam certa rudeza, é verdade, mas não a deploram e sim a exaltam como marca de probidade inabalável e não conspurcada pela ferrugem política. Puro de sentimentos, chega a ser ingênuo. Costuma caminhar pelas ruas sem os seus seguranças, ato visto com reprovação por alguns ministros.

Você é linda como um gol de bicicleta

Você é linda como um gol de bicicleta

A regra é clara: são as paixões que movem a humanidade. Amemo-nos sem impedimentos. O fair play está no ar. Daqui consigo sentir o seu frescor. Pode até não haver unanimidade, mas você é tão suave quanto a chuva que cai sobre o gramado. Observe que a vida corre mais rápido quando a grama está molhada.