Entrevistas do além

Marcel Proust entrevista Clarice Lispector

Marcel Proust entrevista Clarice Lispector

Sempre nas altas rodas aristocráticas e altas esferas celestiais, Marcel Proust entrevista a escritora nascida na Ucrânia naturalizada brasileira Clarice Lispector. Eis o encontro de dois judeus de gênio, que deram novo significado para a expressão “o povo do livro”. Com vocês, na série Entrevistas do Além, o legitimo Questionário Proust com Clarice Lispector.

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Nestes tempos de excesso de celebridades e de escassez de artistas, Carlos Drummond de Andrade é um vulto consistente que pontua com seu facho de luz o horizonte poético da língua portuguesa. As comemorações do Dia D de Drummond são sem sombras de dúvida um marco que ajuda a fixar a imagem do poeta e a disseminar sua obra no presente e na perspectiva das gerações futuras. “E como ficou chato ser moderno. Agora serei eterno. Eterno é tudo aquilo que vive uma fração de segundo. Mas com tamanha intensidade que se petrifica.”

Marcel Proust entrevista Jane Austen

Marcel Proust entrevista Jane Austen

Sempre nas altas rodas celestiais, Marcel Proust visitou a casa de campo da escritora Jane Austen disposto a lhe propor uma entrevista. Marcel foi logo denunciado pelo rangido da porta do escritório de Austen, que escondeu os manuscritos nos quais trabalhava. Reticente no começo, ela acabou por aceitar conceder a entrevista. Eis o encontro de dois célebres colunáveis sociais, de um lado um sensível francês, do outro uma inglesa das mais racionais.

Marcel Proust entrevista Philip Roth

Marcel Proust entrevista Philip Roth

Sempre atento as novidades nas altas esferas celestiais, Proust notou um confuso e ofegante recém-chegado no além. Logo o reconheceu como sendo o escritor americano Philip Roth. Aproximou-se, se apresentou, explicou a situação e sugeriu uma entrevista. Num primeiro momento, Roth não acreditou nas palavras do francês franzino que se dizia o autor de “Em Busca do Tempo Perdido”. Mas teve que mudar de ideia quando apareceu Charles Lindbergh em pessoa e lhe comprovou a história.