Diários do Aran

Esse é o “Verão da Inguinorança”

Esse é o “Verão da Inguinorança”

Seria injusto, no entanto, atribuir a “inguinorança” atual ao governo Bolsonaro. A política apenas expressa movimentos socioculturais mais profundos e esse conluio de fundamentalistas e loucos fugidos do hospício que ocupa temporariamente o poder é a consequência, não a causa.

Como destruir seu Réveillon

Como destruir seu Réveillon

No guarda-sol à esquerda, tem sempre um bando de gente tatuada escutando funk. À direita é a mesma coisa, só que eles escutam sertanejo. A praia pode estar entupida de gente, mas você jamais — nunca, ever, em hipótese alguma — verá alguém ouvindo Miles Davis. É só funk e sertanejo.

O melhor e o pior de 2019

O melhor e o pior de 2019

Foi um ano bacana. Acabou a série “Veep”, uma das comédias mais bem escritas da década, mas em compensação tivemos as segundas temporadas das excelentes “Barry” (HBO) e “O Método Kominsky” (Netflix). “Game of Thrones” teve um final que desagradou Starks, Lannisters e Targaryens, mas pelo menos a Marvel encerrou um longo ciclo com o ótimo “Avengers: Endgame”. Chegou o momento de distribuir premiações para o melhor e o pior de 2019.

Como assistir Um Dia de Chuva em Nova York

Como assistir Um Dia de Chuva em Nova York

Se Hollywood não vivesse momento tão obtuso é possível que Elle Fanning fosse indicada ao Oscar de Melhor Atriz por “Um Dia de Chuva em Nova York”. E Selena Gomez, quem sabe, talvez pegasse Melhor Atriz Coadjuvante. Mas são tempos carolas e caretas, com muita gente autoritária querendo salvar a humanidade dela mesma. Todos com as melhores intenções, é claro.

Como fazer humor com lado

Como fazer humor com lado

Piadas com Adolf Hitler estão liberadas nos dois lados. O cara é considerado de esquerda por quem está à direita e de direita por quem está à esquerda. Hitler, na real, sempre foi de direita, mas nós vivemos em tempos onde tudo que é sólido se desmancha no ar, feito avião da Avianca.

Como a HBO transformou Watchmen numa Zorra Total

Como a HBO transformou Watchmen numa Zorra Total

Escrevi sobre o quadrinho, o filme do Zeca Isnáida e agora, finalmente, vou falar sobre a série de HBO. Este texto foi escrito depois do quarto episódio e já dá para concluir algumas coisas. A primeira: quem gosta do filme do Zeca Isnáida não vai curtir a série, que é uma continuação da graphic novel e não da bos, digo, da brilhante produção zeca-isnaidiana.

Como Zack Snyder destruiu Watchmen

Como Zack Snyder destruiu Watchmen

Zeca Isnáida só entende de câmera lenta e personagens bidimensionais como o Leônidas do insuportável “300”, um filme ruim inspirado numa HQ que também é um lixo. Melhor nem entrar nas considerações políticas sobre esse quadrinho menor de Frank Miller para não provocar a militância fascistoide das redes.

Como vigiar os Watchmen

Como vigiar os Watchmen

Alan Moore é uma prima-doma e dá chilique cada vez que uma obra sua é adaptada ou ganha sequência. No caso de “Watchmen”, a encrenca vem de longe. Em 1984, Moore foi contratado para introduzir no Multiverso DC os personagens da editora Charlton Comics, recém adquirida pela DC.