Ideias

Chico Buarque, o crepúsculo do Zeus Brasileiro

Chico Buarque, o crepúsculo do Zeus Brasileiro

Atribui-se a Vinicius de Morais, outras vezes a Millôr Fernandes e ainda outras a Nelson Rodrigues, a autoria da frase que caracterizou sua persona pública até recentemente: “Chico Buarque é a única unanimidade nacional”. Na versão do Poetinha se costuma acrescentar “e ele também tem olhos verdes”.

500 mil vidas brasileiras perdidas sob a batuta do ignaro

500 mil vidas brasileiras perdidas sob a batuta do ignaro

Do namoro com a vicissitude prospera a ignorância abundante. O descaso com a educação propiciou o calabouço de nossas virtudes. Saibamos reconhecer: o plano deu certo. Estava tudo armado para a festa pobre, de convidados ilustres, esturdiar a nossa República. Faltava, apenas, uma pitada de crueldade. E, nesse quesito, sempre somos primorosos em dobrar a meta. Do monturo ergueu-se um desalmado.

Sobre Copa América, política e nazismo

Sobre Copa América, política e nazismo

14 de maio de 1938. Nesse contexto, um amistoso iria servir como baluarte premonitório sobre o que viria a acontecer no futuro: de um lado, a Seleção da Alemanha Nazista. De outro, a Seleção da Inglaterra. O palco era o estádio Olímpico de Berlim — completamente lotado. Antes do início, todavia, uma das cenas mais vergonhosas da história do futebol inglês: a mando do embaixador do país, os jogadores fizeram a famigerada saudação de mãos em riste em direção às arquibancadas.

A chave para se compreender a arte

A chave para se compreender a arte

Desde o Oriente Antigo, passando por Grécia e Roma, até a Idade Média, os artistas ou idealizaram a realidade ou a imaginaram, como fazem os pintores abstratos do século 20. Sob esse critério, mesmo um afresco do realista Giotto se parece com uma tela do contemporâneo Simone Martini.