Autor: Euler de França Belém

Meu Livro Violeta, de Ian McEwan, entra para a galeria dos piores textos da história recente da literatura

Meu Livro Violeta, de Ian McEwan, entra para a galeria dos piores textos da história recente da literatura

O que se pode sugerir é que “Meu Livro Violeta” terá seus defensores — autores de dissertações de mestrado e teses de doutorado, e resenhistas de jornais e revistas —, mas não parece um livro escrito pelo mesmo autor de “Reparação”, “Sábado”, “Balada de Adam Henry”, “Serena”, “Solar” e “Enclausurado”. O conto não fica de pé, é dos mais frágeis textos do escritor britânico.

Historiador inglês afirma que Karl Marx era plagiário

Historiador inglês afirma que Karl Marx era plagiário

“Os Intelectuais”, do historiador e ensaísta inglês Paul Johnson, é, sem dúvida, um livro excepcional, polêmico e devastador “contra” determinados intelectuais. Johnson demole a reputação de vários “pensadores” e escritores, sem, no entanto, perder de vista a importância de algumas de suas obras. Mas destaca que a maioria pregou a violência e ofereceu conselhos à humanidade, com o objetivo de salvá-la, de colocá-la no “caminho reto”, mas não seguia tais orientações na vida cotidiana.

A história do gênio da grande área que quase pôs fim ao reinado de Pelé

A história do gênio da grande área que quase pôs fim ao reinado de Pelé

“Rei, Rei, Rei, Reinaldo é nosso Rei.” Era assim que os torcedores do Atlético Mineiro saudavam seu principal craque. O centroavante também brilhou na Seleção Brasileira. Era o Neymar de seu tempo, mas, caçado pelos zagueiros e beques, teve sua carreira abreviada (parou aos 31 anos). O livro “Punho Cerrado — A História do Rei” (Letramento, 307 páginas), de Philipe van R. Lima, filho do atacante, poderia ter se tornado uma hagiografia, contando as coisas boas e escondendo as ruins, mas o autor relata tudo (ou quase) — inclusive o vício em cocaína.

Poesia gay brasileira

Poesia gay brasileira

Poesia gay é ficção de gays e simpatizantes? Para a poesia, quanto menos complementos e penduricalhos — opa! —, melhor. Na verdade, o que importa mesmo é se a poesia é de qualidade. A poesia do americano-inglês T. S. Eliot e do brasileiro Carlos Drummond de Andrade é heterossexual? Talvez seja. Mas críticos qualificados a examinam deste ponto de vista? Não.

Guia para o Grande Romance Americano: de Henry James a Thomas Pynchon

Guia para o Grande Romance Americano: de Henry James a Thomas Pynchon

Há nos Estados Unidos o “mito” do Grande Romance Americano. Alguém já o escreveu, alguém vai escrevê-lo? Quem? Na verdade, tal romance já foi escrito. Aliás, não se deve falar num romance, e sim em vários romances. E há escritores americanos que são, no geral, bons críticos literários. Entre eles estão Henry James, Saul Bellow (um ensaísta do primeiro time), John Updike e Philip Roth.

A história da mulher que viajou 11 mil km e matou coronel para vingar Che Guevara

A história da mulher que viajou 11 mil km e matou coronel para vingar Che Guevara

Nascida em Munique, em 1937, Monika Ertl era filha do cineasta, escritor, jornalista e alpinista Hans Ertl, que trabalhou com a diretora de cinema Leni Riefenstahl — foram amantes — e chegou a ser cinegrafista do nazista Adolf Hitler (filmou seu encontro com Benito Mussolini, o fascista italiano) e andou com Erwin Rommel pelo Norte da África. Em 1953, julgando-se desprestigiado na Alemanha, mudou-se com a família — a mulher, Aurelia, e três filhas, Monika, Beatrix e Heide — para a Bolívia.