Ideias

Calles de papel e tinta: um passeio pelas livrarias de Buenos Aires

Calles de papel e tinta: um passeio pelas livrarias de Buenos Aires

As livrarias de Buenos Aires não precisam de alguém para contar suas histórias: elas precisam ser descobertas e, uma vez descobertas, falam por si mesmas. Uma das poucas cidades do mundo onde as livrarias são parte do apelo turístico, Buenos Aires chega à era digital sem sofrer, sequer remotamente, a ameaça de ter seus livros trocados por e-books. Pelo contrário: é crescente na cidade das livrarias um movimento de novos livreiros que se somam aos já tradicionais para que o império do papel prossiga ainda por muito tempo.

Os três maiores poetas e os três maiores prosadores do Brasil

Os três maiores poetas e os três maiores prosadores do Brasil

Evidentemente, não há só três grandes romancistas e três grandes poetas. Mais verdadeiro é admitir que uma cultura diversa como a brasileira jamais produzirá tão-somente dois ou três poetas que podem ser qualificados de grandes. Há espaço, e vasto, para incorporar vários poetas, de matizes diferentes. Escolher prosadores talvez pareça fácil, mas não é. Citar apenas três é uma missão quase impossível.

Contra Temer e em defesa dos vampiros

Contra Temer e em defesa dos vampiros

A patrulha ideológica Nutella é o mal do século. Se o mal do século 19 foi a solidão, o mal do século 20 foi a incomunicabilidade (ou o Menudo? Estou em dúvida!), o mal do século 21 é o sujeito entrar no seu perfil das redes sociais te cobrando posicionamento, engajamento, sentimentos e outros (ju) mentos assim. Parece que ninguém mais tem o direito de ser cínico, iconoclasta ou, simplesmente, alienado.

16 conselhos inúteis (e gratuitos)

16 conselhos inúteis (e gratuitos)

Preste atenção às fisionomias. Durante uma negociação, o olhar muitas vezes trai e desmente o discurso. O observador atento tira a média entre os dois e se aproxima das intenções do interlocutor. Suspeitar e desconfiar de alguém são as coisas mais fáceis do mundo; decifrar e compreender as pausas, olhares, tiques nervosos, parênteses e entrelinhas, isso dá trabalho.

Sete lições que viagens podem nos ensinar

Sete lições que viagens podem nos ensinar

Não faltam razões ou motivos para viajar. Viajantes exploram inúmeras partes do mundo. No entanto, as recompensas dessas jornadas nem sempre ficam registradas apenas em fotografias. Elas são oriundas de processos internos complexos e significativos. Conhecer novos lugares e culturas é uma das mais agradáveis experiências que o ser humano pode vivenciar. Significa mergulhar num universo amplo, distinto, surpreendente.

A mulher que inventou o cinema

A mulher que inventou o cinema

Ao morrer em 1968, o ano que talvez tenha mudado o mundo, ao torná-lo mais tolerante à rebeldia política e comportamental, Alice Guy não chamou atenção, nem mesmo da antenada turma da Nouvelle Vague. François Truffaut e Jean-Luc Godard, ases do cinema francês, estavam de olho muito mais na cinematografia norte-americana do que na conterrânea pioneira. Mas a francesa de Saint-Mandé começa a ser reconhecida como a primeira pessoa que explorou os recursos narrativos do cinematógrafo.

A verdadeira melhor Seleção Brasileira de futebol de todos os tempos

A verdadeira melhor Seleção Brasileira de futebol de todos os tempos

Nelson Rodrigues, o reacionário preferido dos diretores de teatro moderninhos, escreveu que “qualquer assunto, fora o futebol, já nasce morto”. Essa é a melhor resposta para a platitude “política, religião e futebol não se discute”. Afinal, futebol é política, futebol é religião, mas também é sociologia, antropologia, economia, história, geografia, física e estatística. A seleção de um país é o espelho desse país, em seus acertos e desacertos. Isso merece, pode e deve ser discutido.