Autor: Eberth Vêncio

Eu sei em quem vocês votaram no verão passado

Eu sei em quem vocês votaram no verão passado

Abuso é dizer que a Terra é plana ou que viu Jesus Cristo trepado numa goiabeira. Abuso é um sujeito vir até aqui, caminhando com as próprias pernas, só para ficar olhando, de boa, sem pagar nada por isso. Isso, sim, é um abuso, e dos grandes. Isso aqui não é igreja, mas, com certeza, visamos ao lucro, meu jovem.

Aglomerações permitidas somente com flores, insetos e passarinhos

Aglomerações permitidas somente com flores, insetos e passarinhos

Uma das inúmeras vantagens de se residir numa casa é não ter que levar o cachorro para fazer coco nas pessoas, ou melhor, levar o cãozinho para aliviar os intestinos na calçada, nem dividir o elevador com gente inconveniente. Além do mais, pode-se andar pelado pela casa inteira, com relativa privacidade, sem ser acusado de propaganda enganosa, de ataque ineficiente ao pudor ou de apologia à feiura.

Nunca a humanidade sentiu tanto medo

Nunca a humanidade sentiu tanto medo

Sei que não faz o menor sentido, mas, quando você desencarnar, desencane, reencarne em espetinhos de picanha nos churrascos coloridos do paraíso, em exercícios de autofagia. Flutue. Confraternize. Aglomere-se com condados de anjos travessos. Embriague o Bom Senhor com o néctar dos deuses. Nada mais apropriado para uma divindade. Arranque dele a olvidada verdade dos fatos.

Um pensamento triste que se pode dançar

Um pensamento triste que se pode dançar

Dirijo pelas ruas vazias. Não há muito mais que se possa dizer. O cenário é de desolação e de medo. Das janelas, homens e mulheres com semblantes graves balançam lenços de lágrimas evaporadas. Muitas mágoas foram choradas no último ano. As crianças, não. As crianças apenas brincam, na maior parte do tempo. Elas pensam que a vida será sempre uma grande brincadeira.

Músicas para enfrentar a pandemia, espantar a tristeza e levantar o astral

Músicas para enfrentar a pandemia, espantar a tristeza e levantar o astral

Verdadeiramente imbuído de espírito altruísta, compilei uma lista com 40 canções de altíssimo nível, ao meu gosto, obviamente, sendo 20 brasileiras e 20 internacionais. Há muito mais preciosidades de onde essas saíram. Exercitei o meu poder de concisão e cheguei a 40 pérolas musicais, a maior parte delas, dançantes, feitas pro ser humano esquecer que é certinho e requebrar. Sugiro que sejam ouvidas em altíssimo volume.

Não matarás, cidadão de bem

Não matarás, cidadão de bem

Da última vez que visitei o meu pai, assistimos juntos, pela TV, ao presidente da república vociferando que enviaria projetos de última hora ao Congresso Nacional, a fim de acelerar o processo de armamento da população. Carecia “armar o cidadão de bem”. Está cumprindo à risca uma das suas principais promessas de campanha, ocasião em que ele, os seus seguidores e os seus apoiadores imitavam armas utilizando, de forma patética, os dedos das mãos.

Que tipo de povo elege um idiota?

Que tipo de povo elege um idiota?

Correligionários comemoravam a eleição do deputado Cara-de-Cicatriz para a Presidência da Câmara dos Horrores. O palacete fora cedido por um bajulador do governo, um empresário conservador nos costumes e liberal no costume-de-extorquir, o qual já tinha se declarado inocente pelos crimes cometidos e favorável ao reajuste periódico das propinas, à volta da tortura com música sertaneja e ao retorno imediato dos militares aos quartéis.