Autor: Eberth Vêncio

Procure direito o lázaro escondido no peito

Procure direito o lázaro escondido no peito

Caçavam-me há semanas. Esperança fora encontrada morta, a boiar num lago na Cidade ocidental. Acusavam-me do hediondo crime de fugir da realidade. Era o personagem mais lazarento e odiado da história desde Jesus Cristo. A cruz, para mim, era pouco, dizia-se. Experimentado em mato, no mato me refugiei. Bebia água de pedra. Banhava-me em poças de lágrimas. Rastejava entrelaçado às cobras. Mastigava frutos nativos do cerrado. A maioria dos morcegos era herbívora, mas, o povo queria mesmo era sangue.

Trago de volta a pessoa amada, com 12 canções românticas dos Beatles

Trago de volta a pessoa amada, com 12 canções românticas dos Beatles

Espero que vocês curtam a lista que eu compilei para deixar o Dia dos Namorados mais romântico e classudo. Recomendável harmonizar o som com vinho tinto e queijos. Quem não gostar, que se dane: já me casei mesmo. Se forem beijar na boca, por favor, retirem a máscara, só por uns instantes. Ao contrário do que vocifera O Crápula de Brasília, na sua peculiar arrogância e falta de empatia, usem máscara, evitem aglomerações.

Nunca se mentiu tanto e de forma tão desavergonhada

Nunca se mentiu tanto e de forma tão desavergonhada

Tudo o que eu sei de ruim aprendi com O Mito. O pior cego é o que não quer me ver nem pintado de ouro. Você é democrata, mas, não é dois. A Inês é morta juntamente com os bandidos bons. Os ruins, não. Os ruins continuam no governo. Chega de mi-mi-mi: Elvis morreu e ponto final. Isso a Globo-lixo não mostra: a gente só queria tirar a esperança do coração das pessoas. Deu no que deu.

Eu não quero ser sedado

Eu não quero ser sedado

Quem. Nunca. Quem nunca. Quem nunca se sentiu perdido, acuado. Cem dúvidas, ainda não me encontrei. Por tudo que li. Por tudo que vi. Por tudo que vivi e que não vivi. Onde residirá o mais lamurioso melodrama: no jovem que pensa não ter um futuro ou no velho que pensa não ter um passado.