Autor: Eberth Vêncio

Será mesmo possível que se morra de tristeza?

Será mesmo possível que se morra de tristeza?

A vida nada mais é do que a morte que vai ficando, que vai ficando, que vai ficando. Num asilo, perguntaram a um homem velho, um homem muito velho mesmo, se ele precisava de algo. Respondeu assim: “Vida. Eu preciso de um pouco mais de vida”. Todos os outros idosos que estavam presentes ao banho de sol riram do chiste.

Bem-vindo de volta à criança que você já foi um dia

Bem-vindo de volta à criança que você já foi um dia

O tempo passou e ele virou homem feito, um doutor na acepção da palavra, com mãos decididas e um sorriso confortável no rosto que inspiravam sossego aos desassossegados. E eles eram muitos, os aflitos. Reunia os requisitos necessários para tomar conta de pessoas. Particularmente, tinha uma paciência de Jó para ouvir lamúrias, arrancar balas e parir bebês. Até ser pego falando sozinho.

A prostituta que me amava

A prostituta que me amava

Quando vim ao mundo, os ratos todos se mandaram, ficaram mudos. Foi por causa dos gritos de mamãe quando lacerei a sua forquilha. Não nasci na penumbra simplória de uma manjedoura, como fizera o Cristo, embora, todos do cortiço já se sentissem um tanto embrutecidos, bestializados, mais bichos do que a média ponderada da população.

Um gaiato na Marcha da Maconha

Um gaiato na Marcha da Maconha

Não entendi quando ele explicou que preferia fumar a coisa-toda longe das crianças para não dar mau exemplo. Se a experiência era tão boa quanto dizia, nem precisava se esconder da prole. Aquilo soou mais hipócrita do que preenchimento-para-sutiãs.

Método Chico Buarque de Hollanda para conquistar um grande amor ou o Prêmio Camões de Literatura

Método Chico Buarque de Hollanda para conquistar um grande amor ou o Prêmio Camões de Literatura

Diz se é perigoso a gente ser feliz. Será que é de louça? Será que é de éter? Será que é loucura? Ando com minha cabeça já pelas tabelas. Claro que ninguém se toca com minha aflição. Não, não fuja não. Finja que agora eu era o seu brinquedo, eu era o seu pião. Sim, me dê a mão, a gente agora já não tinha medo. No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido.