Livros

Quando a polícia erra: a história do reitor que não suportou a injustiça e optou por se matar, dentro de um shopping

Quando a polícia erra: a história do reitor que não suportou a injustiça e optou por se matar, dentro de um shopping

A imprensa erra. A polícia erra. Quando todos erram, o somatório dos erros acaba se tornando gigante e, para piorar, “inconsertável”. Quando se diz que uma pessoa é corrupta, com espetacularização em toda a imprensa, mesmo sem provas cabais e sem processos finalizados por juízes, desembargadores e ministros do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, acabou: mesmo que seja inocentada, meses ou anos depois, ficará como condenada aos olhos do público.

A literatura de Minas Gerais de roseiras, morros e angústias

A literatura de Minas Gerais de roseiras, morros e angústias

Se por acaso existe um enigma brasileiro, ele é a região onde se situa Minas Gerais. Um espaço para além das enormes serras, como a Mantiqueira, que no passado criaram uma barreira natural para quem vinha de São Paulo e do Rio de Janeiro. O isolamento permitiu que surgisse uma cultura própria, barroca numa certa época, modernista em tempos mais recentes. Para Silviano Santiago, um dos seus maiores conhecedores, Minas é na verdade um “enclave arcaico” que assusta o restante do Brasil.

Luz em Agosto, o livro emblemático e assustador de William Faulkner, ganha nova edição no Brasil

Luz em Agosto, o livro emblemático e assustador de William Faulkner, ganha nova edição no Brasil

Saiu no Brasil uma nova edição do romance “Luz em Agosto” (1932), do escritor norte-americano William Faulkner. A leitura da obra é uma oportunidade muito boa para quem ainda não conhece o autor, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1949. Também permite conhecer um livro que faz parte de uma das mais interessantes e influentes carreiras literárias do século 20.

Os 10 livros mais traduzidos da América do Sul

Os 10 livros mais traduzidos da América do Sul

A apreensão de manifestações artísticas as mais diversas só foi viável graças à mediação — para não dizer interferência — dos tradutores. Justamente por se tratar de um processo interpretativo, verter uma obra do idioma em que foi escrita para uma língua completamente alheia àquela realidade é muito mais que se munir de pilhas de dicionários e consultar vocábulo por vocábulo, a fim de garantir a maior fidedignidade possível a um texto.

Quando músicos se tornam escritores

Quando músicos se tornam escritores

Em 2015, a academia sueca deu uma alfinetada no mundo literário ao anunciar o Prêmio Nobel para o compositor Bob Dylan. O monstro do folk rock ganhou a dádiva reservada apenas aos escritores. Reapareceu a polêmica sem solução, no estilo “ovo e galinha”: letra de música é ou não é poesia? O planeta Terra vai explodir um dia, daqui a milênios, porém não se terá um veredito final (transitado e julgado) sobre o tema.