Livros

25 livros que são diamantes para o cérebro de crianças e adolescentes

25 livros que são diamantes para o cérebro de crianças e adolescentes

Bons livros para crianças e adolescentes — a chamada literatura infanto-juvenil — são eternos e, mais, podem ser lidos por adultos com igual prazer. Muitos livros, mesmo de qualidade mediana, se tornaram clássicos. As obras de Monteiro Lobato, Alexandre Dumas, Irmãos Grimm, Ruth Rocha, Lygia Bojunga, Ana Maria Machado, H. C. Andersen não morrem jamais. São para sempre. “Meninos da Rua Paulo”, de Ferenc Mólnar, para ficar num exemplo, é um clássico universal e atemporal.

Os 15 livros mais vendidos de todos os tempos

Os 15 livros mais vendidos de todos os tempos

A Revista Bula reuniu em uma lista os 15 livros mais vendidos da história da literatura, com exceção de obras religiosas, políticas, educacionais e de curiosidades. Para se chegar ao resultado, foram consultadas reportagens, entidades editoriais, empresas de pesquisas de mercado e publicações especializadas.

O livro mais vendido no ano em que você nasceu

O livro mais vendido no ano em que você nasceu

Que tal ler o livro mais famoso no ano em que você nasceu? A Revista Bula reuniu em uma lista a obra mais vendida de cada ano, de 1950 até 2010, com base nos rankings elaborados ao longo das décadas pela revista norte-americana Publishers Weekly. Entre os escritores mais citados, estão Stephen King, Tom Clancy e John Grisham.

Os 15 melhores começos de livros da literatura universal

Os 15 melhores começos de livros da literatura universal

Pedimos aos leitores e colaboradores que apontassem os melhores começos de livros da literatura universal. Cento e cinquenta e seis livros foram citados por 2,4 mil participantes, destes, selecionamos os 15 livros que obtiveram mais citações. A seleção percorre quase quatro séculos de literatura, de “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes; publicado em 1605, a “O Jardim do Diabo”, de Luis Fernando Veríssimo; publicado em 1988.

Cem Anos de Solidão, um livro para se ler eternamente

Cem Anos de Solidão, um livro para se ler eternamente

Não queira tirar uma moral exclusiva ou um sentido único de “Cem Anos de Solidão”. Porque ele é plural e contém todos os sentidos e todas as morais. Seu estágio de conhecimento, seu estado de espírito, suas crenças e ideias dominantes é que vão dar o tom do que se perceber, do que se retirar. No microcosmo chamado Macondo é que a saga dos Buendía-Iguarán se destrinça. Uma sequência de José Arcádio e Aureliano se sucede em profusão, cobrindo um período sintomático de 100 anos.

10 livros fundamentais de escritoras brasileiras

10 livros fundamentais de escritoras brasileiras

A Bula reuniu em uma lista obras-primas de escritoras brasileiras que são leituras obrigatórias. A seleção contempla autoras de diferentes gerações e gêneros literários. Entre elas, estão Maria Firmina dos Reis, autora de “Úrsula (1859), o primeiro romance escrito por uma mulher no país; Lygia Fagundes Teles, que construiu uma narrativa surpreendente a partir de pontos de vista femininos nos contos de “A Estrutura da Bolha de Sabão” (1991); e Cecília Meireles, que narra, por meio de versos — e do ponto de vista dos derrotados —, a história da Inconfidência Mineira.