Postado em Filmes

Os 21 piores filmes brasileiros de todos os tempos

A cinematografia brasileira é um oceano de filmes ruins. Para cada pérola como “Cidade de Deus” ou “Tropa de Elite” existem dezenas ou mesmo centenas de filmes absolutamente lamentáveis. Verdadeiras bombas produzidas com dinheiro público pela Embrafilme e via Lei Rouanet, ou ainda na Boca do Lixo, as pornochanchadas, na Vera Cruz, ou o atual amadorismo do formato digital.

15 filmes que são diamantes para o cérebro

Trata-se de uma tentativa de orientar o leitor da Bula — por certo, alguém que preza pelo que há de mais refinado no campo da cultura — no mar de referências cinematográficas. Como sói acontecer, a lista é estritamente pessoal: ela elenca obras que agradam ao meu gosto estético na arte cinematográfica. Basta pensar que, tivesse outro autor assinado a lista, as referências decerto mudariam (talvez ele viesse a público afirmar que “Curtindo a Vida Adoidado”, do diretor John Hughes, é superior aos filmes do Godard, opinião que eu nunca endossaria). A lista também é limitada: são apenas 15 filmes, o que incontornavelmente deixará de fora muitas obras relevantes.

Postado em Filmes

12 filmes de natal que Papai Noel não acredita

Costumamos relacionar filmes natalinos com enredos belos e edificantes. “A Felicidade Não se Compra” (1946), de Frank Capra, talvez seja o maior clássico do gênero. Há décadas assisti-lo é programa obrigatório para muitas famílias americanas. Mas existe também as duas versões de “O Milagre da Rua 34”, uma de 1947 e outra de 1994, além de “A Rena do Nariz Vermelho” (1964. E muitos outros. Mas como cada natal é um natal, eventualmente a fórmula sai diferente e podem render obras cínicas, críticas ou politicamente incorretas.

As 10 fotografias mais famosas da história do cinema

Para se chegar ao resultado fizemos uma compilação de reportagens publicadas por jornais, revistas e sites especializados em cinema, listas e fotografia. O objetivo da pesquisa era identificar quais eram as 10 imagens mais emblemáticas da história do cinema. Discutível como qualquer lista de melhores ou maiores, esta também não pretende ser abrangente. Sabe-se que, como a percepção, a opinião — que foi a base da pesquisa —, é algo individual.

Os 10 melhores filmes de Woody Allen

Prestes a estrear no Brasil o seu próximo filme “Blue Jasmine”, Woody Allen será homenageado por sua contribuição ao cinema na cerimônia da 71º edição do Globo de Ouro que acontecerá em Janeiro de 2014. Para relembrar um pouco de seus filmes e de sua carreira fiz uma seleção de 10 filmes que melhor sintetizam o seu estilo. Tarefa difícil, sobretudo pela quantidade de obras que o cineasta possui, cerca de 50 títulos.

Woody Allen
Postado em Filmes

21 filmes que de tão ruins são bons

Alguns filmes são inapelavelmente desastrosos, como o besteirol de ficção científica da Cientologia “A Reconquista” e o desanimado filme erótico de Sylvester Stallone “O Garanhão Italiano”. Para esses não há salvação. Por outro lado, existem filmes que num primeiro olhar parecem obras menores, mas basta assistir com alguma atenção para perceber que são pequenas pérolas. “Jogos Mortais”, “Tuff Turf”, “Porky’s” e “Um Drink no Inferno” são alguns exemplos. Numa categoria mais sutil estão os filmes que de tão toscos, excêntricos e exagerados conseguem dar a volta completa no espectro de gradação e ficam bons, ou, no mínimo, curiosos.

Era Uma Vez em Tóquio: a velhice é a pior das doenças

“Era Uma Vez em Tóquio” não é apenas uma obra-prima do cinema. Trata-se de um legítimo tratado cinematográfico sobre as consequências cruéis do envelhecimento. Sobre como a presença física dos seres humanos podem desvelar um abandono sentimental que se esconde, fingido e hipócrita, sob a capa da tradição familiar. Para Ozu, importante não é o suspense do que está por vir, mas sim o que está acontecendo. Ou melhor: o que já aconteceu. Suas personagens são ineptas em compreender o presente, que só adquire significância quando convertido em um passado resignante, do qual a ninguém é dado escapar.

Os 100 momentos mais marcantes da história do cinema

Em 2010, o crítico de cinema Roger Ebert, que morreu em abril deste ano, divulgou uma lista de 100 grandes momentos do cinema que agradou em cheio aos cinéfilos. Embora ele não os tenha numerado, pois não é um ranking, acrescentamos os números para facilitar o trabalho de quem quiser confrontar as informações com o que mostram os filmes. Considerado um dos mais influentes críticos americanos, Ebert era dotado de admirável capacidade de observação.

30 filmes clássicos para morrer antes de ver

Nos meses de junho, julho e agosto de 2013 pedimos a colaboradores, leitores e seguidores, que apontassem, entre filmes clássicos de diretores brasileiros ou estrangeiros, quais eram os piores que haviam visto ou pelo menos tentado ver. Mais de 500 votos foram computados. A partir das respostas, foi elaborada uma lista sintetizando a opinião dos participantes. Diferentemente da lista anterior, nesta foram selecionados apenas filmes considerados clássicos e somente um por diretor — aquele que obteve o maior número de citações.

Os 10 maiores filmes de todos os tempos, segundo 358 diretores

A “Sight & Sound Magazine”, revista de cinema do British Film Institute, promoveu uma enquete com 358 diretores de 73 países para escolher os maiores filmes de todos os tempos. A enquete também ouviu, leitores, produtores, especialistas e críticos. Neste post, apresentamos apenas a versão com os votos dos diretores. Cineastas consagrados Woody Allen, Martin Scorsese, Quentin Tarantino, Abel Ferrara, Walter Salles, Fernando Meirelles, Guillermo Del Toro, Greg Mottola, Juan Campanella e Francis Ford Coppola participaram da enquete.

Os 10 melhores filmes, segundo Stanley Kubrick

Em comemoração ao 85º aniversário de Stanley Kubrick, a “Sight & Sound Magazine” resgatou e publicou a única lista de melhores filmes assinada pelo diretor norte-americano, considerado um dos mais importantes cineastas de todos os tempos e autor de clássicos como “Spartacus”, “Dr. Fantástico”, “2001 — Uma Odisseia no Espaço”, “Laranja Mecânica” e “O Iluminado”. A lista foi encomendada pela revista americana “Cinema”, em 1963, quando Stanley Kubrick tinha apenas 36 anos.

20 filmes de Charlie Chaplin para download ou visualização on-line

Charles Spencer Chaplin nasceu em Londres, em 16 de abril de 1889, e morreu em 25 de dezembro de 1977. Foi o maior nome da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia pastelão. Sua carreira também foi uma das mais profícuas da história do cinema, durou mais de 75 anos, desde suas primeiras atuações quando ainda era criança nos teatros do Reino Unido, durante a Era Vitoriana, até sua morte aos 88 anos, em 1977. Seu principal e mais famoso personagem foi o vagabundo Carlitos.

Os 10 melhores filmes da história do cinema, segundo Woody Allen

Numa enquete promovida pelo British Film Institute sobre os melhores filmes de todos os tempos, o diretor de “Annie Hall”, “Crimes e Pecados”, “Manhattan” e Meia Noite em Paris, o cineasta americano Woody Allen — sempre averso a enquetes e listas — elegeu aqueles que seriam os maiores filmes da história do cinema e suas principais influências. A lista contempla filmes realizados entre 1937 e 1972 e traz diretores como François Truffaut, Vittorio de Sica, Federico Fellini, Luis Buñuel, Jean Renoir, Stanley Kubrick, Akira Kurosawa e Ingmar Bergman.

Os 10 melhores filmes da história do cinema, segundo Francis Ford Coppola

Dando sequência a enquete promovida pelo British Film Institute sobre os melhores filmes de todos os tempos, o diretor de “O Poderoso Chefão”, “Apocalypse Now” e “O Selvagem da Motocicleta”, o produtor, roteirista e cineasta norte-americano Francis Ford Coppola — indicado 14 vezes ao Oscar e 5 vezes a Palma de Ouro de Cannes e aclamado internacionalmente por dirigir a trilogia “The Godfather”— elegeu aqueles que seriam os maiores filmes da história do cinema e sua principais influências.

Os 12 melhores filmes da história do cinema, segundo Tarantino

Dando sequência a enquete promovida pelo British Film Institute sobre os melhores filmes de todos os tempos, o diretor de “Pulp Fiction”, “Cães de Aluguel” e “Bastardos Inglórios”, o cineasta e roteirista norte-americano Quentin Tarantino — famoso por seus roteiros não-lineares, diálogos memoráveis e doses de humor e violência — elegeu aqueles que seriam os maiores filmes da história do cinema e sua principais influências. A lista contempla filmes realizados entre 1939 e 1997 e traz diretores Francis Ford Coppola, Sergio Leone, Michael Ritchie, Brian de Palma e Richard Linklater.

20 filmes de Alfred Hitchcock para visualização on-line ou download

O site Open Culture disponibilizou uma lista de 20 filmes do cineasta inglês Alfred Hitchcock para visualização on-line e download, inclusive sua primeira produção como diretor, “The Pleasure Garden”, de 1925. Hitchcock é considerado o mestre dos filmes de suspense e um dos mais populares realizadores de todos os tempos. Os filmes listados pelo Open Culture foram produzidos entre 1925 e 1944, são de domínio público ou tiveram seus direitos cedidos para que fossem disponibilizados.

Seis filmes do lendário cineasta Georges Méliès para download ou visualização on-line

Internet Archive, organização sem fins comerciais dedicada a manter um arquivo de recursos multimídia na internet, disponibilizou seis filmes do lendário Georges Méliès para download ou visualização on-line. Georges Méliès, que construiu o primeiro estúdio cinematográfico da Europa e realizou mais de 550 filmes entre 1896 e 1913, é um dos precursores do cinema e considerado o pai dos efeitos especiais. Foi o primeiro cineasta a usar desenhos de produção e storyboards para projetar suas cenas.

Os 10 atores mais bonitos da história

Para se chegar ao resultado fiz uma compilação de listas publicadas por sites especializados em listas sobre cinema e personalidades iconográficas. O objetivo da pesquisa era identificar, baseado nestas listas, quais eram os homens mais bonitas da história do cinema em todos os tempos. Participaram do levantamento as publicações: “Empire”, “Daily Mail”, “Esquire”, “Men’s Health”, “IMDb” “The Fresh Films”.

Renato Russo não merecia isso

“Faroeste Caboclo” é um filme milimetricamente planejado para impressionar o público médio, que ingenuamente ainda se encanta com edição rápida, tiros, sangue falso e um pouco de sexo, para incrementar a emulação de transgressão

Os norte-americanos, sendo donos do cenário primordial, criaram o faroeste clássico, pelo qual se expressaram artistas brilhantes como John Ford, Nicholas Ray, Howard Hawks e Sam Peckinpah. Em sua esteira comercial, os italianos desenvolvendo o chamado faroeste “spaghetti”, de muitos djangos, gemmas e hills; e um único e grande Sérgio Leone.