O maior acervo cultural e científico do mundo

O maior acervo cultural e científico do mundo

A Europeana é o maior acervo cultural e científico on-line do mundo. São 30 milhões de itens, entre imagens, pinturas, desenhos, mapas, fotos, livros, jornais, cartas, diários, vídeos e áudios. Alguns itens e tópicos são mundialmente famosos, como os desenhos de Leonardo da Vinci, as pinturas de Vermeer, e a primeira edição do livro de Isaac Newton “Princípios Matemáticos da Filosofia Natural”, escrito em 1687, sobre as leis do movimento dos corpos.

MIB (Música Imbecil Brasileira): o sertanejo universitário na era da imbecilidade monossilábica

MIB (Música Imbecil Brasileira): o sertanejo universitário na era da imbecilidade monossilábica

Há uma tendência idiomática, estudada pelos gramáticos e linguistas, e mesmo constatável empiricamente, que consiste na ação do falante de abreviar as palavras. Assim, palavras longas são reduzidas ao longo do tempo. Exemplo clássico encontra-se no pronome “vocês”. Esta forma, tal como se encontra hoje registrada nos léxicos, nem sempre se pôde considerar “correta”. Em Portugal, a nação europeia da qual o Brasil herdou seu idioma oficial, houve um tempo em que o pronome de tratamento real era “vossa mercê”. Expressão longa, a passagem dos séculos tratou de vulgarizá-lo, abreviando-o. Hoje o escrevemos apenas como “vo­cê” — considerando-o plenamente aceitável nos rígidos quadrantes da gramática normativa culta.

108755
As 20 melhores páginas (brasileiras) do Facebook em 2013

As 20 melhores páginas (brasileiras) do Facebook em 2013

No meses de agosto e setembro, pedimos a colaboradores, leitores e seguidores, que apontassem, quais eram as melhores páginas (brasileiras) do Facebook no ano de 2013. Mais de 1200 votos foram computados. A partir das respostas, foi elaborada uma lista sintetizando a opinião dos participantes. O resultado, que não pretende ser abrangente ou definitivo, contempla os mais díspares perfis e tendências — notícias, esporte, ativismo, design, sustentabilidade, humor, literatura, comércio e variedades.

2381
O operário que cruzou os braços diante de Hitler

O operário que cruzou os braços diante de Hitler

Não é fácil resistir ao poderio de uma ditadura popular… como a nazista. Pois um trabalhador solitário, August Landmesserm, decidiu desafiar o totalitarismo do regime de Adolf Hitler. Em 1936, em Hamburgo, numa solenidade, enquanto todos saudaram o Führer, Landmesserm cruzou os braços. A fotografia mostra todos ovacionando Hitler, com a tradicional saudação com o braço direito levantado, mas, exibindo com muita coragem sua objeção de consciência, Landmesserm permanece impassível, com os braços cruzados.

10 milhões de fotografias históricas e icônicas para download

10 milhões de fotografias históricas e icônicas para download

Uma parceria entre a revista norte-americana “Life”, que produziu algumas das imagens mais importantes do século 20, e o Google, disponibiliza para uso não comercial 10 milhões de fotografias em média e alta resolução. É possível encontrar imagens históricas e icônicas divididas em cinco categorias: pessoas, lugares, eventos, esporte e cultura. O acervo compreende o período de 1860 a 1970 e inclui obras de grandes nomes da fotografia, como Alfred Eisenstaedt, Margaret Bourke-White, Gordon Parks e W. Eugene Smith.

A lobista que me amava

A lobista que me amava

Lembro-me bem de como eu sentia uma pontinha de inveja do Augustinho nos tempos de colégio, no final dos anos 70. É que Augustinho era o único pirralho que possuía tênis All Star, motorista particular e guarda-costas. Eu ia a pé pra escola, na guarda do bom e enigmático Deus, do meu irmão mais velho e de um trevo de quatro folhas enfiado à força dentro da carteira (coisas de mãe, vocês sabem).

‘Aos 7 e aos 40’, de João Anzanello Carrascoza

‘Aos 7 e aos 40’, de João Anzanello Carrascoza

O romance de Carrascoza é uma teia bela, cerzida com os recortes cotidianos da vida de seu protagonista em dois momentos: aos sete e aos quarenta anos. Cada episódio da infância do menino, narrado na parte superior da página, é seguido de suas ressonâncias na vida adulta do homem que ele se tornou, contadas no lado de baixo da página. Lindo pra cacete, profundo, delicado! Remédio poderoso para a apatia da superficialidade desses dias de agora.

235