Fotos eróticas e raras de um ensaio de Salvador Dalí para a revista Playboy

Fotos eróticas e raras de um ensaio de Salvador Dalí para a revista Playboy

O pintor surrealista Salvador Dalí emprestou um pouco da sua estética singular para um ensaio fotográfico da revista “Playboy”, em 1973. Dalí criou um conceito inusitado para as fotos, que ele dirigiu pessoalmente. Em vez de poses sensuais e cenários típicos da revista, no ensaio fotográfico de Dalí as modelos aparecem envoltas em cobras e próximas de um ovo gigantesco. As fotos foram registradas pelo fotógrafo Pompeo Posar, na pequena cidade de Cadaqués, no litoral da Espanha.

Apesar de o ensaio poder ser considerado uma verdadeira obra de arte, contando até com esboços preliminares, o pintor não hesitou em afirmar que a criação foi puramente comercial. “O significado dos meus trabalhos é a motivação mais pura que há: dinheiro. O que eu fiz para a ‘Playboy’ é muito bom e o pagamento é equivalente à tarefa”, declarou quando foi questionado sobre o sentido das fotografias. Mesmo assim, as imagens são indispensáveis para aficionados por arte e admiradores do artista.

Salvador Dalí nasceu em 1904, em Figueres, na Espanha. Aos 18 anos ingressou na Real Academia de Bellas Artes de San Fernando, em Madrid — onde conviveu com artistas como Federico Garcia Lorca e Luis Buñuel. No entanto, o pintor foi expulso antes dos exames finais. Fora da academia veio o reconhecimento do seu trabalho. Já na primeira exposição que realizou, em 1925, em Barcelona, Dalí foi aclamado pela crítica e pelo público. Algumas de suas obras mais conhecidas são “A Persistência da Memória” (1931), “Metamorfose de Narciso” (1937), e “Construção Mole com Feijões Cozidos” (1936).

188