Autor: Giancarlo Galdino

O filme mais brutal do catálogo da Netflix

O filme mais brutal do catálogo da Netflix

Poucos são os gêneros que catalisam o poder de criticar o estabelecido com tamanha naturalidade quanto o terror. No caso de “O Albergue”, o diretor Eli Roth centra artilharia pesada — malgrado nem sempre isso seja óbvio — contra a mundivisão de americanos brancos e endinheirados, que se sentem em casa em qualquer lugar do globo, no que isso pode ter de mais pernicioso.

3 filmes na Netflix que devem disputar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2022

3 filmes na Netflix que devem disputar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2022

A categoria de Melhor Filme Estrangeiro é de longe a mais interessante e a mais reveladora nesse sentido, com produções que despertam o espectador para realidades completamente distintas do seu cotidiano. A Bula tem acompanhado com lupa o desempenho de certos diretores nesse último ano, e cravou acertos memoráveis. Em 2022, três grandes exemplos do que o cinema produziu de mais notável figuram na nossa lista de favoritos ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Dê uma olhada e veja se você está de acordo.

Inacreditável e cheio de reviravoltas, lançamento de 2022, da Netflix, entrega uma história de cair o queixo

Inacreditável e cheio de reviravoltas, lançamento de 2022, da Netflix, entrega uma história de cair o queixo

“O Golpista do Tinder”, de Felicity Morris, se debruça sobre o caso de um estelionatário profissional, que se especializou em seduzir e roubar mulheres por meio de perfis falsos num aplicativo de encontros amorosos. Sem lições de moral, a diretora apresenta três relatos em gradações sentimentais distintas, a fim de realçar o estrago que um sapo em pele de príncipe pode fazer no coração — e na conta bancária — de uma mulher.

7 filmes sinistros, na Netflix, que fizeram os espectadores vomitarem e desmaiarem no cinema

7 filmes sinistros, na Netflix, que fizeram os espectadores vomitarem e desmaiarem no cinema

Submetida a sevícias as mais desumanas, usada como moeda de troca, rejeitada por quem deveria fazer qualquer coisa para assegurar sua integridade, a protagonista de “Sequestrando Stella” (2019), do diretor alemão Thomas  Sieben, sabe o que é se sentir como lixo — e contamina a plateia com os resultados de sua descoberta. Outra garota literalmente em maus lençóis é a soturna personagem central de “O Mistério de Grace” (2014), do sino-americano Jeff Chan, que igualmente tem seus encantos com sinal trocado. Os dois filmes, e mais cinco, produzidos entre 2005 e 2019, estão ao dispor do assinante da Netflix