Autor: Giancarlo Galdino

7 filmes na Netflix que ensinam mais que aulas de história

7 filmes na Netflix que ensinam mais que aulas de história

A arte, por óbvio, contribui em muito a fim de que o homem inicie sua escalada tão íntima rumo ao conhecimento, a partir do ponto que cada um julga mais relevante, numa aventura que só se encerra na undécima hora — principalmente quando aqueles que também deveriam dar o exemplo jogam contra. Para quem precisa ouvir umas verdades talvez inconvenientes, mas edificantes, a Bula selecionou sete títulos na Netflix, que deixam de lado o mimimi, o diz-que-diz, o lero-lero, e mandam chumbo grosso na mistificação. Não tem como deixá-los passar.

O melhor filme policial da última década, baseado numa história real, está na Netflix

O melhor filme policial da última década, baseado numa história real, está na Netflix

“Infiltrado na Klan” tem toda a pinta de farsa, de comédia pretensiosa e tola, em que um ator negro poderia se passar por um homem branco e chutar o balde do escracho a fim de conquistar o público, sempre cansado demais para pensar em coisas sérias, tanto pior em assistindo a um filme. O problema — e bota problema nisso! — é que foi real, é real. A história de Ron Stallworth, o policial negro que consegue, à distância, penetrar na maior facção segregacionista dos Estados Unidos, tinha tudo para acabar mal, mas a vida, às vezes, sorri aos bem-intencionados.

O melhor filme de zumbi da década está no catálogo da Netflix

O melhor filme de zumbi da década está no catálogo da Netflix

Os filmes realizados na Coréia do Sul têm se caracterizado por atores completamente imbuídos de seus papéis, entregues àquilo que lhes propõe a experiência e o talento do diretor. Em “Invasão Zumbi”, de Yeon Sang-ho, lançado em 2016, a boa dramaturgia se presta a fantasiar sobre mortos-vivos que surgem sem aviso num trem em movimento, uma cornucópia de metáforas de como pode se entender o que é a vida.

10 filmes extraordinários (e premiados) na Netflix que você pode ter perdido

10 filmes extraordinários (e premiados) na Netflix que você pode ter perdido

A sensação de, assim, por acaso, encontrar um filme no qual jamais tínhamos reparado antes, gostar do leiaute da capa, a partir dele escarafunchar a ficha técnica, saber o nome daqueles atores dos quais você não ouvira falar até então, assistir, gostar ou até mesmo achar uma porcaria, não tem o condão de fazer com que qualquer um se sinta um pouco menos ignorante, um bocadinho menos perdido no mundo? As novas — e sempre úteis — descobertas, e o gosto por fazê-las: eis o sal da vida!

O melhor filme argentino da década está no catálogo da Netflix

O melhor filme argentino da década está no catálogo da Netflix

A arte serve de refrigério para o homem ou, ao contrário, é o princípio de sua danação, por quase sempre fomentar ainda mais perguntas do que já tínhamos? É sublime ou venal? Divina ou satânica? Redime ou condena o homem a vaguear iludido por sua beleza até o fim dos tempos? “O Cidadão Ilustre”, no catálogo da Netflix, foi eleito o melhor filme argentino da década, justamente por, entre tantas iluminações, indagar: para que, enfim, serve a arte.