Música

As 10 melhores canções de Roberto (sem Erasmo) Carlos

As 10 melhores canções de Roberto (sem Erasmo) Carlos

Quando o assunto é Roberto Carlos, escutamos absurdos dos mais inimagináveis, desde teorias da conspiração sobre a Globo (antes de a emissora existir!) tê-lo criado num laboratório, até ideias igualmente risíveis, como dizer que o artista tinha uma equipe de compositores num escritório, pagos para criar para ele.

Obras de 150 compositores clássicos para download ou audição on-line

Obras de 150 compositores clássicos para download ou audição on-line

O Musopen, biblioteca online de obras musicais de domínio público, disponibiliza peças de 150 compositores clássicos para download ou audição on-line. As composições estão organizadas por períodos, instrumentos, intérpretes e compositores. As peças são conduzidas por maestros e instrumentistas consagrados. Para fazer o download é necessário um registro simples. Os downloads gratuitos são limitados ao número de cinco por dia.

As 100 maiores canções de jazz da história (com áudio incorporado)

As 100 maiores canções de jazz da história (com áudio incorporado)

Os sites Jazz24 e NPR Música fizeram uma enquete mundial para eleger as 100 melhores canções de jazz em todos os tempos. 1500 canções foram citadas por cerca de 10 mil participantes. No topo da lista aparece “Take Five”, composição escrita por Paul Desmond e apresentada pelo The Dave Brubeck Quartet, no álbum “Time Out”, de 1959. “Take Five” foi o primeiro single de jazz da história a vender 1 milhão de cópias. O segundo lugar da lista ficou com “So What”, de Miles Davis, gravada no álbum “Kind of Blue”, também de 1959. Em terceiro lugar aparece “Take The a Train”, composta por Billy Strayhorn e gravada por Duke Ellington, no álbum “Uptown”, de 1952.

Se você tivesse que escolher, qual seria a trilha sonora de sua vida?

Se você tivesse que escolher, qual seria a trilha sonora de sua vida?

Se você tivesse que escolher, qual seria a trilha sonora de sua vida? Fizemos esta pergunta aos nossos leitores, seguidores do Facebook e Twitter. Mais de 5 mil participantes responderam a enquete. A partir da indicação dos convidados foi elaborada uma lista reunindo as dez músicas mais citadas e sintetizando a opinião dos participantes. O resultado, que contempla os mais díspares perfis e gêneros, não pretende ser abrangente ou definitivo e corresponde apenas à opinião das pessoas consultadas.

A obra completa de Frédéric Chopin para download gratuito

A obra completa de Frédéric Chopin para download gratuito

O Musopen, por meio do Kickstarter — o maior site de financiamento coletivo do mundo — vem disponibilizando para download a obra completa do polonês Frédéric Chopin, considerado um dos maiores compositores clássicos de todos os tempos. As gravações foram feitas por pianistas dos mais importantes conservatórios do mundo, entre eles: Christopher Harding, Edward Neeman, Maxim Anikushin, Ilya Friedberg, Kei Takumi e Michael Chertock.

MCB (música de corno brasileira): breve tratado sobre a ‘sofrência’ e a era da boçalidade musical

MCB (música de corno brasileira): breve tratado sobre a ‘sofrência’ e a era da boçalidade musical

A história de Pablo não é muito diferente da maioria das trajetórias dos produtos vendidos pela indústria musical. Nascido no interior da Bahia, começou a cantar ainda cedo, influenciado por seu pai. Logo percebeu que seu talento musical era limitado e não se incomodou com isso. Sem nenhuma pretensão artística verdadeira, percebeu que o violão seria sua carpintaria. E que se conseguisse associar meia dúzia de acordes à sua voz de tenor choroso seria possível ganhar rios de dinheiro sem maiores esforços no campo da intelecção.

Tim Maia: o herói do mimimi

Tim Maia: o herói do mimimi

O mesmo veneno destilado contra Roberto e a mesma compaixão destinada a Tim Maia acontece no caso de Pelé e Garrincha. O alcance vocal de Tim, inegavelmente maior que o de Roberto, e os imparáveis dribles de Garrincha, mais espetaculares que os de Pelé, parecem suficientes para que seus fãs optem por quem é melhor. Mas é o final melancólico e até certo ponto trágico de Mané e do “Síndico” o que mais os aproxima.