Para o ano que se inicia, não deseje apenas. Faça acontecer

Para o ano que se inicia, não deseje apenas. Faça acontecer

Quando mais um ano se acaba, a gente tem o costume de desejar coisas boas. Que o próximo ano seja melhor que o que passou. Que tenhamos mais saúde, paz, sucesso, esperança e amor é o que todos nós queremos. Mas não basta querer. A verdade é que não adianta ficar só desejando e não nos mexermos para que algo de bom aconteça.

Não deseje apenas saúde. Inicie o ano melhorando os seus hábitos alimentares. Pare de fumar. Cuide do seu sono. Beba menos refrigerante e mais suco verde. Tome muita água. Não fique dizendo que não tem tempo para praticar exercícios. Vá lá e faça!

Não deseje apenas paz. O caminho da harmonia e da tranquilidade começa em você: escute mais do que reclama; pare de alimentar fofocas; não feche o outro motorista no trânsito; não fure a fila da boate; mesmo quando estiver irritado, não desconte sua ira em quem não tem culpa pelos seus problemas.

Não deseje apenas sucesso. Esforce-se. Pare de “copiar e colar”. Leia e estude mais. Não espere que outra pessoa faça por você. Recomece se errar. Recomece se perder. Recomece se não gostar do resultado. Recomece quantas vezes forem necessárias.

Não deseje apenas esperança. Confie em si mesmo. Olhe para a luz que te habita e deixe que ela te guie para além das aparências e dos medos: o mundo melhor para se viver começa dentro de você. E o seu exterior se torna um lugar de boas expectativas porque você tem fé na vida.

Não deseje apenas amor. Faça-o acontecer: espalhe sorrisos; abrace os seus queridos; não diga que ama da boca pra fora; plante uma árvore; seja simpático; respeite os idosos; tenha paciência com as crianças; adote um animal de rua; faça caridade anônima; perdoe; perdoe-se e se ame.

Assim, para o ano que se inicia, não fique apenas desejando e esperando que seus sonhos se realizem. Vá lá e faça acontecer!

714