Autor: Rebeca Bedone

Senta aqui. Vamos conversar sobre o suicídio

Senta aqui. Vamos conversar sobre o suicídio

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa comete o suicídio no mundo. No Brasil, a cada dia, 32 pessoas se suicidam. É uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Por isso, falar sobre o suicídio não pode ser mais considerado um tabu.

Não há declaração de amor maior do que receber uma carta escrita à mão

Não há declaração de amor maior do que receber uma carta escrita à mão

Terminei de ler “Cartas a um Jovem Poeta”. Enquanto lia as missivas de Rainer Maria Rilke ao jovem poeta Franz Xaver Kappus, me deu vontade de rever as cartas que recebi no passado. Desde criança, comecei a me corresponder com meus parentes e amigos. Eu pedia para o meu pai levar os envelopes (muitos deles eu mesma fazia) nos Correios: eram coloridos, com adesivos, desenhos e traços de uma letra redonda e infantil.

Guimarães Rosa tinha razão: viver é um rasgar-se e remendar-se

Guimarães Rosa tinha razão: viver é um rasgar-se e remendar-se

Cinco da manhã. Eu trabalhava havia quase 24 horas no plantão do Pronto-Socorro Municipal. Passagens de ano sempre foram agitadas, com rojões que queimam mãos, festeiros que bebem demais e doenças imprevisíveis. Tudo que eu queria era ir embora e dormir no primeiro dia do ano para acordar bem tarde. Queria esquecer os vômitos, suturas e ataduras das últimas e intermináveis horas.

A vida é um filme em preto e branco: cabe a nós dar cor às nossas cenas

A vida é um filme em preto e branco: cabe a nós dar cor às nossas cenas

A vida é um filme em preto e branco: cabe a nós dar cor às nossas cenas. Apesar de nossas mortes diárias, permanecemos pulsando. Somos seres únicos. Cada um de nós tem a sua importância, onde quer que esteja. Porém damos um preço alto para a nossa felicidade. Queremos tudo aqui e agora. Não temos paciência para esperar ou sensibilidade para aceitar; e deixamos de viver um dia de cada vez.