Autor: Edival Lourenço

O livro que salvou minha vida

O livro que salvou minha vida

Ao voltar os olhos ao passado, vejo que, apesar de ter nascido num ambiente ágrafo e de pais analfabetos, desde muito cedo algum texto escrito, ou salvou minha vida, ou me deu esperança e entusiasmo, permitindo-me vislumbrar algum caminho. Vislumbrar caminhos, não de encruzilhada, mas de escuridão, pela falta de opções.

26 livros que mudaram minha vida e podem mudar a sua

26 livros que mudaram minha vida e podem mudar a sua

A presente lista, como as listas de um modo geral, tem algo de arbitrário e aleatório. Mas na medida do possível procurei citar aqueles livros que mais fortemente me marcaram em algum momento e por isso mesmo são minhas influências mais recorrentes. É claro que influências não ocorrem apenas por admiração, mas também e, sobretudo, por antipatia. Os livros de que não gostei me influenciam, na medida em que procuro me afastar dos recursos e técnicas neles utilizados. Ative-me apenas a livros de ficção em prosa.

99 coisas para fazer em 2019

99 coisas para fazer em 2019

A gente vem de um ano pesado e desgastante, e cansado de tudo o que a gente sofreu, torce para que o ano novo chegue logo, trazendo alguns ramalhetes de esperança. No entanto, para o bem de todos e felicidade geral da nação, o ano novo já apresenta seus primeiros raios no horizonte.

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Carlos Drummond de Andrade: a eternidade faz 116 anos

Nestes tempos de excesso de celebridades e de escassez de artistas, Carlos Drummond de Andrade é um vulto consistente que pontua com seu facho de luz o horizonte poético da língua portuguesa. As comemorações do Dia D de Drummond são sem sombras de dúvida um marco que ajuda a fixar a imagem do poeta e a disseminar sua obra no presente e na perspectiva das gerações futuras. “E como ficou chato ser moderno. Agora serei eterno. Eterno é tudo aquilo que vive uma fração de segundo. Mas com tamanha intensidade que se petrifica.”