Livros

10 livros fundamentais de escritoras brasileiras

10 livros fundamentais de escritoras brasileiras

A Bula reuniu em uma lista obras-primas de escritoras brasileiras que são leituras obrigatórias. A seleção contempla autoras de diferentes gerações e gêneros literários. Entre elas, estão Maria Firmina dos Reis, autora de “Úrsula (1859), o primeiro romance escrito por uma mulher no país; Lygia Fagundes Teles, que construiu uma narrativa surpreendente a partir de pontos de vista femininos nos contos de “A Estrutura da Bolha de Sabão” (1991); e Cecília Meireles, que narra, por meio de versos — e do ponto de vista dos derrotados —, a história da Inconfidência Mineira.

172
33 livros fundamentais escritos por mulheres

33 livros fundamentais escritos por mulheres

A Bula reuniu em uma lista os livros escritos por mulheres que marcaram a história da literatura e, ao mesmo tempo, promoveram mudanças estruturais na sociedade e também de pensamento — seja pelo teor da obra ou pelo simples fato de terem sido escritos por mulheres. A seleção reúne obras de diferentes estilos e gêneros cobrindo um período de 150 anos.

7201
Lima Barreto deve ser visto como escritor poderoso e não como Zumbi dos Palmares da literatura

Lima Barreto deve ser visto como escritor poderoso e não como Zumbi dos Palmares da literatura

Não se trata de reduzir a importância de Lima Barreto. Até porque não é possível fazê-lo. O escritor é, de fato, relevante. Mas cabe perguntar: qual de seus romances equipara-se, em termos de linguagem renovada (ou mesmo tradicional), a “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, ‘Vidas Secas”, “Grande Sertão: Veredas” e “A Paixão Segundo G.H.”? A resposta honesta talvez seja “nenhum”. Quem sabe o conjunto da obra (inclusive com a imponência de sua complexa biografia), entre romances, contos e crônicas, aproxime-o dos autores mencionados. Em comparações isoladas, obra a obra, não há dúvida de que não tem a força de Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa e Clarice Lispector.

2794
10 livros que inspiram viagens

10 livros que inspiram viagens

Não é novidade o fato de os livros serem capazes de fazer o leitor viajar sem sair do lugar. Basta iniciar a leitura para que ele seja teletransportado em seu imaginário para locais longínquos, terras desconhecidas e reinos de outra dimensão. No entanto, há livros de ficção ambientados em lugares reais, que fazem uma descrição fiel do espaço, e despertam a curiosidade turística. A Bula selecionou dez grandes livros de ficção que trazem em suas histórias destinos inspiradores da vida real.

1373
Os livros mais representativos de 21 países

Os livros mais representativos de 21 países

Um bom livro não se torna um marco na literatura apenas pela qualidade da narrativa e estilo empregado pelo autor. O contexto em que a história está inserida e o impacto para a sociedade também são indicadores seminais. Pensando nisso, a Bula realizou uma enquete com leitores para descobrir quais são os livros mais representativos em 21 países, de quatro continentes, escolhidos aleatoriamente. As obras mais votadas foram organizadas em uma lista de acordo com o país de origem.

4420
Geraldo Vandré: o homem que disse não

Geraldo Vandré: o homem que disse não

Vandré se auto-intitulava um compositor do amor, seja ele particular por uma mulher, ou geral por todo um povo. A primeira música que compôs sozinho foi “Fica mal com Deus”, que traz em seu âmago seu histórico nordestino, capitaneado pelas redondilhas, que aprendeu ainda criança com o cordel. Conseguiu trilhar uma carreira que não mantivesse ligações com a bossa nova, a qual admirava. Contudo, por ser mais poeta que músico, decidiu-se por escrever sobre a realidade nacional que ora vivenciava e discordava.

6252
A obra completa de Machado de Assis para download gratuito

A obra completa de Machado de Assis para download gratuito

Machado de Assis nasceu em 21 de junho de 1839, é considerado, ao lado de Guimarães Rosa, o mais importante escritor brasileiro. Poeta, romancista, cronista, dramaturgo, contista e crítico literário, testemunhou a Abolição da Escravatura e a mudança política no país quando a República substituiu o Império. Morreu em 29 de setembro de 1908, aos 69 anos.

52701