Música

As 21 melhores canções brasileiras dos últimos 100 anos

As 21 melhores canções brasileiras dos últimos 100 anos

Perguntamos aos nossos leitores e colaboradores quais as melhores canções brasileiras dos últimos 100 anos. Mais de 300 músicas foram citadas por cerca de 7 mil participantes. A partir das respostas, elaboramos uma lista com as 21 que obtiveram mais citações. Com o objetivo de dar maior amplitude à pesquisa, foi adotada como critério a inclusão de apenas uma música por intérprete, já que alguns nomes emplacariam mais de uma canção entre as 21 selecionadas. As canções seguem estilos distintos e foram compostas em diferentes épocas e contextos históricos.

A obra completa de Johannes Brahms para download

A obra completa de Johannes Brahms para download

Johannes Brahms nasceu em maio de 1833 e morreu em abril de 1897. Filho de um contrabaixista da Filarmônica de Hamburgo, “Brahms dedicou-se a todas as formas, exceto balé e ópera — seu domínio era realmente a música pura. A obra brahmsiniana representa a fusão da expressividade romântica com a preocupação formal clássica. Em uma época onde a vanguarda estava com a música programática de Liszt e o cromatismo wagneriano, Brahms compôs música pura e diatônica”. Entre suas peças mais conhecidas e importantes estão “Quatro Canções Sérias”, “Réquiem Alemão”, “Variações Sobre um Tema de Haydn”, “Canto das Parcas” e “Sinfonia Nº 1”.

A obra completa de Franz Schubert para download

A obra completa de Franz Schubert para download

Maior poeta lírico da música universal, Franz Schubert nasceu em janeiro de 1797 e morreu em novembro de 1828. Viveu apenas 31 anos e escreveu cerca de 600 canções, além de óperas, sinfonias e sonatas. Entre suas peças mais conhecidas e importantes estão “A Bela Moleira”, “Truta”, “A Morte e a Donzela”, “Ave Maria”, “Sinfonia Inacabada” e “Canto do Cisne”. Schubert não teve reconhecimento público, mas o interesse pela sua música aumentou significativamente nas décadas que se seguiram à sua morte.

1000 horas com as maiores lendas da história jazz para download gratuito

1000 horas com as maiores lendas da história jazz para download gratuito

David W. Niven foi um professor do ensino médio de Nova Jersey, Estados Unidos. Durante 70 anos ele gravou 650 fitas cassetes de jazz, totalizando mais de 1000 horas de música. O acervo traça um panorama de toda a história do Jazz, de 1921 a 1991, ressaltando a força do gênero musical e suas transformações ao longo de mais de meio século. Em 2013, com autorização da família de Niven, o arquivista Kevin J. Powers digitalizou toda a coleção, intitulada “Early Jazz Legends”, e disponibilizou na internet.

As 15 maiores canções da história do jazz

As 15 maiores canções da história do jazz

Os sites Jazz24 e NPR Música fizeram uma enquete mundial para eleger as melhores canções de jazz em todos os tempos. Mais de 1500 canções foram citadas por cerca de 10 mil participantes. No topo da lista aparece “Take Five”, composição escrita por Paul Desmond e apresentada pelo The Dave Brubeck Quartet, no álbum “Time Out”, de 1959. “Take Five” foi o primeiro single de jazz da história a vender 1 milhão de cópias. O segundo lugar da lista ficou com “So What”, de Miles Davis, gravada no álbum “Kind of Blue”, também de 1959. Em terceiro lugar aparece “Take The a Train”, composta por Billy Strayhorn e gravada por Duke Ellington, no álbum “Uptown”, de 1952.

Tesouro musical: toda a obra de Johann Sebastian Bach em performances ao vivo

Tesouro musical: toda a obra de Johann Sebastian Bach em performances ao vivo

O projeto All of Bach tem como objetivo disponibilizar, em performances ao vivo, as 1080 peças compostas por Johann Sebastian Bach. As gravações estão sendo feitas pela Netherlands Bach Society, que reúne músicos dos mais importantes conservatórios do mundo. Além das peças, o projeto traz uma série de extras, como entrevistas com os músicos e o contexto histórico e musicológico de cada peça. Novos performances são publicadas no portal do projeto às sextas-feiras.

As 10 melhores canções de Caetano Veloso

As 10 melhores canções de Caetano Veloso

Como dois e dois são cinco, o meu nome é Caetano. Muitos me chamam de Divino Maravilhoso. Mas você pode me chamar de Leãozinho. Um estrangeiro? Um índio? Um comunista? Não enche! Onde eu nasci passa um rio. Mas, a minha alegria atravessou o mar quando conheci Irene, uma fera ferida, uma tigresa de unhas negras e íris cor de mel, uma mulher, uma beleza que me aconteceu. Esfregando a pele de ouro marrom do seu corpo contra o meu, ela me falou que o mal era bom e o bem cruel.