Guia definitivo do filme hipster

Guia definitivo do filme hipster

Sabe aquele seu amigo que afirma orgulhosamente que só escreve em máquinas de escrever, usa camisa xadrez e boina? Que acha que as bicicletas vão salvar o planeta, só bebe cerveja artesanal e fuma cigarros com sabor de canela? Aquele que prefere ouvir músicas em vinil, frequenta festivais de cinema iraniano, usa óculos coloridos e bigodes com pontas enroladas? Ele é um hipster. É importante entendê-lo. Os hipsters vivem no passado, mas ameaçam ser o futuro da humanidade. A origens dos hipsters remonta aos fãs caucasianos de músicos negros de jazz da década de 1940, mas contemporaneamente tornaram-se, nas palavras do escritor e macho alfa Norman Mailer, no ensaio “O Negro Branco”, seres “divorciados da sociedade”. A Revista Bula, em mais um serviço de utilidade pública, abre seus arquivos secretos e revela uma lista de 22 filmes que podem identificar a presença de membros dessa curiosa tribo urbana que percorre a cidade usando tênis verde. Por que 22? Dois patinhos na lagoa sempre rende uma boa estampa de camiseta.