Autor: Ademir Luiz

Turma da Mônica no cinema: Mauricio de Sousa é mais artista ou mais empresário?

Turma da Mônica no cinema: Mauricio de Sousa é mais artista ou mais empresário?

O filme “Turma da Mônica: Lições” é o melhor filme brasileiro de 2021, sem nenhuma dúvida. Conseguiu ser superior ao divertido “Turma da Mônica: Laços”, de 2019. Os dois foram dirigidos por Daniel Rezende, do anárquico “Bingo, O Rei das Manhãs”, e baseados nos romances gráficos escritos e desenhados pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi. Nos bastidores, orquestrando tudo, o lendário jornalista e editor Sidney Gusman, uma espécie de Kevin Feige, da Mauricio de Sousa Produções.

Quarta temporada de Cobra Kai vai conquistar seu espírito ou quebrar seus dentes

Quarta temporada de Cobra Kai vai conquistar seu espírito ou quebrar seus dentes

O primeiro “Karatê Kid” é um clássico da década de 1980, o que equivale afirmar que é um clássico da Sessão da Tarde, dos tempos longínquos em que a Sessão da Tarde cumpria sua nobre tarefa de forjar o caráter de uma geração. Tudo o que veio depois, incluindo a quarta temporada da série “Cobra Kai”, que estreou na Netflix na passagem de 2021 para 2022, carrega o peso desse legado.

O novo filme de Woody Allen é fraco, mas é muito melhor do que Matrix Resurrections

O novo filme de Woody Allen é fraco, mas é muito melhor do que Matrix Resurrections

Antes de ser cancelado, as pessoas superlegais, inteligentes e descoladas costumavam dizer que “um filme ruim do Woody Allen é melhor do que a maioria dos filmes dos outros diretores”. Será? “Escorpião de Jade”, por exemplo, é muito ruim, um ruim quase digno de Ed Wood, conhecido como o pior cineasta de todos os tempos. Mas, para ser justo, nosso Woody, com Y no nome, é um dos melhores cineastas de todos os tempos. Só não acerta sempre.