Autor: Edson Aran

Como fazer comentários

Como fazer comentários

Escrever “não vou nem ler”, “parei no título” e “não li e não gostei” não é exatamente um comentário. Imagine que Charles Darwin o encontre num coquetel e pergunte: “O que achou do meu livro, ‘A Origem das Espécies’?” e você responda: “Parei no título!”. Darwin ficaria tão desanimado que nunca mais escreveria nada, condenando todos nós a sermos macacos até hoje.

Como entender o Batman

Como entender o Batman

Escrevi aqui na Bula sobre o “Coringa” e um monte de gente saiu me xingando, mas a culpa é do Batman e não minha. Digo e provo. O Homem-Morcego justifica e explica o Coringa e, sem entender o herói, fica difícil curtir a história do vilão.

Como “Coringa” explica o fascismo

Como “Coringa” explica o fascismo

Nos Estados Unidos, o filme foi acusado de incitar desajustados sociais a promover massacres. A justificativa é que a maioria dos ataques em escolas foram perpetrados por brancos, celibatários e vítimas de bullying iguais ao Coringa. É o mesmo que dizer que quem assiste “O Iluminado” sai perseguindo a família com um machado. O mundo perdeu a noção do ridículo.

Como falar com uma feminista

Como falar com uma feminista

Alguns antropólogos defendem que as tribos isoladas, ou não contatadas, têm direito à autodeterminação e devem ser deixadas em paz. Sociólogos, por outro lado, acreditam que a interação entre os povos é o caminho para o progresso e isso só é possível por meio da comunicação. No caso da feminista, no entanto, é preciso muito cuidado e tolerância para que a relação seja positiva.

Como beber Jack Daniels

Como beber Jack Daniels

Semana passada, por exemplo. Semana passada, escrevi na Revista Bula um textinho sobre whisky. Nem bem a coisa tinha sido uploadada e a redação já estava cercada por uma multidão de aldeões com tochas e forcados gritando: “Justiça para o Jack Daniels! Dê-nos a cabeça do Aran!”

Como beber whisky

Como beber whisky

Antes de beber, compre o whisky. Algumas pessoas costumam entrar em lojas de bebidas e sair bebendo, mas isso dá encrenca. Por algum motivo misterioso, gente que bebe não tem credibilidade alguma com a polícia, enquanto os donos de loja têm bastante. Certifique-se, contudo, de que a loja realmente vende bebida. Tentativas de comprar whiskies em açougues ou petshops são mal sucedidas em 93% dos casos, diz pesquisa.