A biblioteca pessoal de Julio Cortázar

A biblioteca pessoal de Julio Cortázar

O centro Virtual Cervantes, dentro do projeto “La biblioteca del escritor argentino” fez um dossiê com parte da biblioteca (composta de mais de quatro mil livros) de Julio Cotázar. O material foi retirado do acervo da Fundação Juan March, que foi doado por Aurora Bernárdez, viúva de Cotázar. São dedicatórias, anotações, rascunhos e objetos pessoais. Um tesouro sobre um dos autores mais inovadores e originais de seu tempo, comparável a Jorge Luis Borges e Edgar Allan Poe. Cortázar foi o criador de um estilo que rompeu os moldes clássicos da literatura latino-americana. Seus contos são considerados como os mais perfeitos no gênero. É um dos principais representantes do boom latino-americano, fenômeno literário e editorial que surgiu nos anos 1960 e 1970, quando o trabalho de um grupo de jovens romancistas latino-americanos, entre eles, Carlos Fuentes, Mario Vargas Llosa e Gabriel García Márquez, foi amplamente divulgado na Europa e no resto do mundo.

Clique no link para acessar: A biblioteca pessoal de Julio Cortázar