Como fazer cara de indignado

Como fazer cara de indignado

Vira e mexe me confrontam com a seguinte questão: qual é a receita infalível para conseguir fama, fortuna e mulheres? Ou homens. Ou pessoas.

Lembra quando as pessoas diziam que estavam com uma “pessoa”?
Estou namorando. Quem é? Ah, é uma pessoa aí…

Então, o que eu dizia antes de ser rudemente interrompido por mim mesmo é que a receita infalível para obter fama, fortuna e… hmm… pessoas é a cara de indignação.

Funciona pra banda de rock, grupo de teatro, blogueiro, poeta, escritor, diretor de cinema, cantor de MPB ou colunista de jornal. A cara de indignação traz respeito, admiração e prosperidade, desde que algumas regras sejam observadas.

Os braços devem permanecer cruzados à altura do peito, o pescoço esticado e a boca levemente torcida para baixo, com as sobrancelhas bem cerradas. Sorriso, nunca. Indignado não vê graça em nada. Se quiser variar a pose, pode enfiar os polegares nos pequenos bolsos do jeans, deixar as mãos estudadamente largadas e projetar o peito pra frente. Só a cara de invocado não muda.

Mas tem que tomar cuidado. Não é um semblante de raiva, com dentes crispados e punhos fechados. O nome disso é torcedor em dia de jogo. Indignação é outra coisa. Tem que ser uma fisionomia injuriada e ultrajada, mas não de ódio.

O segredo é fazer uma expressão que diga “eu poderia fazer do mundo um lugar melhor, mas as pessoas… as pessoas não me entendem…”

As pessoas, sempre elas. O mundo seria um lugar muito melhor sem as pessoas.