100 atitudes para tornar 2017 melhor do que 2016

100 atitudes para tornar 2017 melhor do que 2016

Dois mil e dezessete tem uma boa chance de ser melhor do que o ano de 2016. Porque ultimamente temos andando na parte negativa do gráfico. No horizonte político, que dá o mapa do horizonte econômico, que por sua vez vai estabelecer o nível do humor e da satisfação geral, ainda está muito embaçado. Mas certamente um país novo e mais decente, com muitos ladrões na cadeia e menos corrupção em toda parte, começa a nascer dos escombros de 2016. É claro que os fatos são apenas os fatos. A importância deles vai depender dos valores que lhes atribuirmos. Como a Revista Bula tem feito nos últimos oito anos, vão aí 100 sugestões de atitudes para você escolher algumas, segundo seus critérios e sua própria personalidade. Nada de extraordinário, como mudar de sexo ou extrair os dentes para evitar cáries futuras. São itens simples, mas que podem ajudar você a encontrar as atitudes que podem ajudá-lo a harmonizar suas ações com seus desejos em 2017.

Viva um dia de cada vez, sob o prisma de um bom planejamento;
Antes de jogar a culpa nos outros por eventuais fracassos, examine seu procedimento e veja onde errou;
Acredite que as melhores lições são tiradas dos fracassos;
Não acredite em crises, mas sim em processos de seleção dos mais aptos;
Lembre-se, nos momentos difíceis é que surgem as melhores ideias;
Perceba que uma maçã podre no cesto é capaz de contaminar as demais, mas nem o cesto inteiro de frutas saudáveis é capaz de restaurar uma maçã podre (assim são os de políticos), isso vai levar você a atitudes acautelatórias;
Obedeça as leis, mas sempre que for possível, faça gestões para que as leis se aprimorem;
Dê o primeiro passo para a realização de seus sonhos com a mesma disposição de quem vai dar o segundo, o terceiro e assim por diante;
Se tem que fazer, comece já, mas procure os entendimentos necessários;
Creia que a melhor coisa do mundo é a família, mas que a família mesma cuidará de excluí-lo se você for o tipo sem iniciativas;
Descubra suas áreas de responsabilidade e de preocupação, solucione as questões da primeira e encaminhe sugestões para a segunda;
Lamente as perdas inevitáveis, mas rapidamente volte a cuidar do que ainda não perdeu;
Ame as pessoas, não como quem espera por recompensas, mas como quem já se sente recompensado pelo amor que deu;
Abandone rancores e mágoas;
Abra seu coração para o novo e o inesperado;
Dê atenção e cuidado com as pessoas na medida de suas (delas) necessidades;
Não importa a sua idade, nem sua condição social, faça novos amigos sem abandonar os antigos;
Faça amigos, não precisam ser muitos, mas que sejam de verdade, do tipo que irá visitá-lo no hospital em eventual doença; (desses amigos da rede social, quantos de fato irão ao seu velório?)
Seja solidário e carinhoso com quem busca seu apoio;
Confie nos seus propósitos, mas não creia que eles são os únicos corretos;
Seja mais centrado e produtivo em suas horas de trabalho;
Aprenda a gostar do seu trabalho e trabalhe como quem se diverte;
Tire tempo para você mesmo;
Tire tempos para os amigos;
Seja sincero com as pessoas, mas maleáveis com suas convicções;
Saiba que sinceridade além da conta e fora do lugar pode botar a vida a perder (é o famoso sincericídio);
Respeite a Natureza. Lembre-se, ela não é parte de você, você que é parte dela;
Faça a sua parte pela Natureza, que é o suporte da vida. Sem ela nossa espécie não tem futuro;
Desenvolva o senso de suficiência; sem ele você pode até obter grandes conquistas, mas tudo será nada;
Distinga o essencial do supérfluo;
Saiba que a diferença entre o supérfluo e o essencial pode fazer de você uma pessoal rica e serena;
Guarde parte de seus ganhos para quando os ganhos sofrerem eventual cessação;
Controle suas finanças, isso será fonte de muitas alegrias;
Lembre-se: é no período das vacas gordas que se prepara a travessia para o período de vacas magras;
Curta a manhã como uma dádiva oportuna;
Curta cada noite como uma pausa para o prazer e restauração;
Aprenda um instrumento e toque para seus amigos;
Saiba alguns poemas de cor para amolecer os corações mais empedernidos;
Vá a um pesque-pague com as crianças da família;
Viaje para um lugar exótico;
Experimentes novas culinárias com desprendimento;
Seja otimista sem deixar de ter um pé atrás;
Elogie mais;
Faça por merecer os elogios que receber;
Aprenda a dizer “muito obrigado!”;
Seja amoroso sem ser dominador;
Perceba que a vida é irremediavelmente curta;
Considere que a leveza de hábitos e procedimentos torna a vida mais light;
Entenda que a vida é feita de ciclos;
Perceba que cada ciclo tem suas necessidades específicas;
Não queira realizar num ciclo o que era necessidade de outro, sob pena de se tornar um saudosista amargo;
Cuide bem, que nada é para sempre;
Conforme-se, o que é para sempre são as mudanças, até que você mude de consistência e se expanda na natureza… e nos mistérios;
Seja caridoso sem exaurir-se;
Não se gabe das caridades que fizer;
Não prometa o que não puder cumprir;
Seja correto em suas relações;
Cuide com o máximo zelo das crianças e dos idosos;
Coloque-se no lugar do outro para uma correta avaliação;
Não se deixe iludir com o sucesso nem se abater com o fracasso;
Seja mais estratégico e menos bruto;
Tenha mais pensamento crítico e menos pensamento mágico;
Não sofra por antecipação;
Previna-se sem neuras contra eventuais problemas;
Não se deprima ante os percalços da vida;
Faça ginástica regularmente;
Abandone hábitos destrutivos;
Bosque alimentação saudável, sem radicalismo religioso;
Aprenda a tomar vinhos sem ficar idiota;
Cozinhe para os amigos ao calor de um bom papo;
Descubra o valor das coisas que nenhum dinheiro compra;
Fique devendo obrigações e favores sem querer quitá-los;
Leia livros com o simples propósito de obter prazeres estéticos;
Leia manuais para adquirir novas habilidades;
Passe por novos caminhos entre sua casa e o trabalho;
Descubra novas belezas pelo caminho;
Compare sua vida com a de outros seres vivos, com os cupins, por exemplo;
Viaje a um lugar desagradável só pra sentir o quanto é bom estar em casa;
Lembre-se que o sexo oposto não faz oposição a você, faz simplesmente complementação;
Ative suas chamas transcendentes, mas sem queimar os fios da razão;
Em qualquer coisa você pode confiar, mas com o alarme da desconfiança ligado;
Faça algo importante confiando na intuição;
Faça de seu trabalho a produção de um legado;
Faça check-up regularmente;
Cuide bem de seu coração, tanto o físico quanto o sentimental (“Take good care of your heart”);
Comece a estudar um novo idioma;
Leia um livro sobre assunto que você não entende nada (Física quântica, por exemplo);
Leia livros de autores de sua terra, você vai se ver por outro ângulo;
Explore o seu lado criativo;
Ouça músicas de outras culturas;
Perceba que o tempo dá pra você fazer tudo o que precisa, é só dar preferência para as coisas essenciais (“First things first”);
Lembre-se não há conquistas sem sacrifícios;
Aprenda a trocar uma coisa pequena hoje para outra maior no amanhã;
Guarde sempre capacidade para se emocionar;
Tenha sempre capacidade de indignar-se;
Não forme fileira gritando palavras de ordem a favor de interesses que não são os seus;
Anote ou grave seus insights para serem oportunamente aproveitados;
Não demore a implementar suas boas ideias, antes que elas visitem a cabeça de outro mais ágil;
Não se esqueça nunca de que o sucesso costuma levar à arrogância e a arrogância ao fracasso;
O ano de 2017 parece difícil de ser pior do que o de 2016. Mas não se esqueça, quando parece que chegamos ao fundo do poço, pode ser apenas o pessoal aprofundando o poço ainda mais. Portanto, fique esperto. Mas mantenha a esperança. Como diz o ditado: não há bem que sempre dure nem mal que nunca acabe!
1565