Pastor racista-homofóbico procura

“Seu jeito afrescalhado de ser me ganhou.”

Se tem uma coisa que qualquer homem heterossexual em idade reprodutiva aprecia é ser elogiado, bajulado, flertado e — quem sabe até — assediado por uma mulher, a fim de trocarem experiências, fluidos, microrganismos e intimidade. Mais do que a aparência da carcaça, conta muito o charme, o bom humor, o astral positivo, a volúpia da galanteadora. Uma mulher divertida e com a libido em dia é uma arma perigosa. João Batista que o diga da bandeja.