Os cretinos também amam

Os cretinos também amam

Cretinos quase sempre estão apressados, atrasados, pois são preguiçosos, desorganizados, odeiam acordar cedo. Enquanto usa o banheiro, o homem cretino grita que a mulher providencie, o mais rápido possível, o café da manhã, o qual ele devora, afobado, como se transasse. A vingança é um prato que se come frio: homens cretinos costumam ter ejaculação precoce.

Os 100 livros que mais influenciaram a humanidade

Os 100 livros que mais influenciaram a humanidade

Diferente de diversas listas já feitas sobre “melhores livros”, “maiores escritores”, “livros mais populares”, o britânico Martin Seymour-Smith, poeta, crítico literário e biógrafo, decidiu pesquisar os livros que mais exerceram influência sobre a humanidade em toda sua história. Listados em ordem cronológica, Martin preferiu não entrar na polêmica de afirmar que tal livro foi mais influente que outro.

1877
Breve diário do desencanto

Breve diário do desencanto

Os vizinhos moderninhos estão dando uma festa. Mais uma festa interminável e barulhenta na véspera de um dia de trabalho. Sei bem que chamá-los de moderninhos revela minha idade, mas, convenhamos, o que não revela? No tempo em que minha avó era uma jovem senhora, quando queria reclamar de vizinhos moderninhos e barulhentos, ela chamava as crianças de hippies. Minha mãe chamaria estes putos de punks. Não sei se chamo de indies, de hipsters, de… sei lá.

A biografia ideal para Caetano Veloso

A biografia ideal para Caetano Veloso

Escrito 1989 pela poeta norte-americana Anne Stevenson, “Bitter Fame” (“Amarga Fama”, Rocco, 1992), retrata a vida e morte de Sylvia Plath, a famosa escritora que se matou em Londres inalando gás de cozinha, enquanto os dois filhos pequenos dormiam no quarto. A morte trágica catapultou Plath para o estrelato e para o interesse público. O resultado é que hoje são mais de 20 biografias da autora de “A Redoma de Vidro”. Certamente nenhuma com o mesmo grau de desprezo e rejeição que o livro de Stevenson sofreu.

Merquior tinha razão: Caetano é mesmo um pseudo-intelectual do miolo mole

Merquior tinha razão: Caetano é mesmo um pseudo-intelectual do miolo mole

O chato mesmo de ficar velho é ver os nossos ídolos virarem massa de pastel. Sim. Meus ídolos, os ídolos da minha geração viraram massa de pastel. E é de pastelão de rodoviária, daqueles embrejados de gordura. Pensando bem, os ídolos deveriam morrer jovens. Todos morrendo jovens, assim como Castro Alves, Rimbaud, James Dean e Garcia Lorca. Para não dar tempo de desfazer o que fez. Para não virar massa de pastel diante de seus admiradores.

Eike Batista: o orgasmo de torrar 34 bilhões de dólares

Eike Batista: o orgasmo de torrar 34 bilhões de dólares

Foi um fenômeno transcendental. Sobretudo para quem não é muito ligado nas fofocas do mundo corporativo, para quem não é assinante Você S/A (espécie de “Contigo” para executivos), ver surgir de uma hora pra outra uma fortuna tão prodigiosa, como a de Eike Batista. Principalmente num país como o nosso em que os ricos de nosso ciclo de relacionamento normalmente quebram quando batem o carro (se não têm seguro).

99 mulheres essenciais do Twitter brasileiro em 2013

99 mulheres essenciais do Twitter brasileiro em 2013

Entre os meses de junho e setembro, pedimos a colaboradores, leitores e seguidores, que indicassem quais eram os perfis femininos mais relevantes do Twitter brasileiro no ano de 2013. Como critérios para a escolha deveriam prevalecer o conteúdo, a interatividade, e sobretudo o gosto pessoal, não importando se um determinado perfil tinha dezenas ou milhares de seguidores. Não foram somados os votos de personagens femininos, apenas de pessoas reais. A partir da indicação dos convidados foi elaborada uma nova lista sintetizando a opinião dos participantes.