Autor: Rebeca Bedone

Se você está perto dos 40, talvez esse texto seja pra você

Se você está perto dos 40, talvez esse texto seja pra você

Faz tempo que tenho preferido os jantares com amigos às baladas. Concluí que já não suporto mais o barulho incessante. Não tenho mais paciência para cantada barata. Gosto de gente que gosta de conversar. Também gosto de acordar cedo nos finais de semana. Acostumei-me às cervejas artesanais e aos vinhos, pois em vez de encher a cara, aprendi que bom mesmo é apreciar o momento, sem afetações ou exageros.

2316
A vida é uma guerra em que não importa vencer. Viver é um soco no estômago

A vida é uma guerra em que não importa vencer. Viver é um soco no estômago

Tem dias em que a gente acorda e não encontra otimismo. Aquele que deveria estar ao nosso lado partiu. Roubaram-nos a esperança. Derrubaram as nossas certezas. Já disse Guimarães Rosa que a vida é assim mesmo, ela “esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”. Coragem para olhar o que está dentro da gente e nos permitir sentir a nós mesmos. Coragem para recuperarmos a fé, para aceitarmos opiniões contrárias às nossas e para dizermos o que está preso na garganta. Coragem para levantar da cama e começar tudo de novo.

414
A amizade entre primos carrega uma história que o tempo e a distância não conseguem apagar

A amizade entre primos carrega uma história que o tempo e a distância não conseguem apagar

Durante minha infância e adolescência, quando chegava a época do final de ano, meus irmãos e eu ficávamos eufóricos à espera dos primos. Foram várias as vezes em que nos sentamos, durante horas, na garagem de casa contando os carros que passavam na rua. Nossa contagem só terminava quando o carro do nosso tio estacionava. Alguns dos primos, víamos com certa frequência. Porém outros moravam longe. E, naquele tempo sem e-mail ou aplicativos, a comunicação entre nós era feita pelas cartas que escrevíamos e por telefonemas nos dias de nossos aniversários.

25582
Sua irmã é um pedacinho seu. Mesmo longe, ela continua perto de você

Sua irmã é um pedacinho seu. Mesmo longe, ela continua perto de você

É que irmãs se ajudam, mesmo à distância. A vida anda corrida para ambas, mas elas permanecem com o pensamento uma na outra. Irmãs choram juntas, uma pela dor da outra. Depois, celebram suas conquistas. Também discordam ou discutem. Algumas vezes, elas brigam. E então se perdoam, com a mesma sinceridade da infância, fazendo as pazes e continuando a vida de onde tinham parado. Porque irmãs são unidas pela saudade pueril. Pela inocência que se transformou em senso crítico. Pelo carinho desmedido e pela generosidade sincera. Irmãs possuem um amor que é laço que não se desfaz, mesmo que, vez ou outra, ele fique frouxo nas discórdias e nos ciúmes. Mas o laço estará sempre lá, segurando a irmandade e mantendo firme o sentimento que as une.

84728
Espalhe sorrisos. No mínimo, você salvará o dia de alguém

Espalhe sorrisos. No mínimo, você salvará o dia de alguém

Outro dia, numa sessão de cinema lotada, enquanto estava na fila para comprar pipoca junto às outras pessoas que também esperavam, a mulher à minha frente começou a gritar com o atendente do balcão. Ela estava histérica e reclamava sobre a demora no atendimento. Quando chegou a minha vez, aproximei-me do balcão e percebi que o atendente, um moço jovem, tinha ficado chateado. Ele trabalhava sem parar. Anotava os pedidos, pegava pipocas e refrigerantes, recebia o pagamento e devolvia o troco. Senti pena dele. Senti pena daquela mulher. Senti pena de todos nós.

8092